Belém do São Francisco: Agrodan é destaque na revista Attalea Agronegócios

0

A Empresa Agropecuária Dantas Roriz, localizada no município de Belém do São Francisco, no Vale do São Francisco, é sem duvida a maior exportadora de mangas premium do Brasil e uma das maiores do mundo. Os resultados aparecem safra pós safra. Neste ano, a produção deve atingir 35 milhões de quilos de mangas produzidos. Um resultado que reflete o trabalho correto ao longo dos 30 anos da empresa, prezando pela excelência do produto, desde o plantio ate o consumidor final. Isso dar a empresa, credibilidade no mercado e, consequentemente, o  aumento de vendas.

O Packing House é uma verdadeira indústria em que as mangas, são preparadas e empacotadas, é o maior, mais moderno e mais automatizado do Brasil, e o segundo mais moderno do mundo, atrás apenas de um localizado em Israel, com processos que possuem diversos certificados internacionais e um alto índice de automação, inclusive utilizando robôs. As mangas, todas colhidas manualmente, chegam, são levadas, enceradas e separadas eletronicamente, por faixa, peso, cor e tipo.

Da produção da Agrodan, 95% é destinada à exportação, especialmente para Portugal, Espanha, Holanda e Itália, mas existe um trabalho para atingir o mercado interno, com meta de 40% da produção, seja consumida no pais. Já está presente em vários estados, encontradas especialmente em lojas premium. No Recife, na Frutaria e Perine, entre outras.

Para conseguir a melhor manga do mundo, os investidores da Agrodan vão muito além da tecnologia. Na empresa os resultados só interessam se eles forem atingidos prezando a segurança do colaborador, a segurança alimentar, o respeito ao meio ambiente e o desenvolvimento da sociedade.

É uma junção de todos esses fatores que fazem a manga da Agrodan ser a melhor manga do mundo. As mangas produzidas na Agrodan são dos tipos Kent, Keitt, Palmer e Tommy, que se destacam por sua qualidade premium. Uma fruta diferenciada, que surpreende qualquer paladar. As variedades Kent, Kitt e Palmer não possuem fibra, são ideais ate para comer de colher. São simplesmente maravilhosas, isso justifica o grande sucesso mundial.

Texto:  João Alberto Sobral
Fonte: Revista Attalea Agronegócios

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome