Cia Biruta encerra mostra de aniversário com histórias e lendas do Velho Chico
Cia Biruta encerra mostra de aniversário com histórias e lendas do Velho Chico

Cia Biruta encerra mostra de aniversário com histórias e lendas do Velho Chico

15 de Maio de 2018

Lendas e histórias do Rio São Francisco marcaram o encerramento da Mostra Biruta 10 anos, neste domingo (13/05). Entre risos, surpresas e aplausos, o público conferiu a apresentação do premiado espetáculo “Chico e Flor contra os monstros da Ilha do fogo”, que finalizou a programação de aniversário da Cia Biruta de Teatro, após 10 dias de atividades culturais diversificadas, divididas entre o Teatro Dona Amélia e o espaço CEU das águas, em Petrolina.

“Essa programação foi um resumo da nossa caminhada, desde o encontro com artistas importantes locais, nacionais e internacionais, como a Renata Rosa, passando pelos nossos trabalhos na periferia e terminando no palco do teatro Dona Amélia, onde nos encontramos com o nosso público na apresentação de ‘Chico e Flor’”, avaliou o diretor teatral e co-fundador da Cia Biruta, Antônio Veronaldo.

Um dos trabalhos mais recentes do grupo, “Chico e Flor contra os monstros da Ilha do Fogo” nasceu de uma pesquisa que busca a identidade do ator ribeirinho e sertanejo em sua metodologia de trabalho e de um processo de dramaturgia experimentado pelo grupo, sempre procurando uma poética que tenha como referência a região do médio São Francisco e suas práticas populares. No enredo da peça está a aventura de dois amigos em uma viagem fantástica pelas lendas do rio São Francisco.

Para quem assistiu ao espetáculo as aventuras de Chico e Flor geraram encantamento não apenas pelo tom lúdico e cômico da peça, mas por trazer ao palco os monstros que povoam o imaginário de quem vive às margens do rio São Francisco. Esse foi o caso dos irmãos Felipe e Gustavo Machado Jardim. “Adorei a peça porque fala das lendas do rio São Francisco e a que eu mais gostei foi a serpente da Ilha do Fogo”, disse Felipe, 7 anos. “Eu gostei muito dos monstros, das lendas e da comédia”, acrescentou Gustavo, 8 anos, sobre o tom cômico do espetáculo.

Paola Porto Machado ressaltou a importância da oferta dessa programação para apresentar o teatro às crianças. “É importantíssimo trazer as crianças para o teatro porque é uma experiência muito diferente da televisão e do cinema, uma experiência mais viva. Você está de frente para as pessoas, você está ouvindo a voz delas bem de pertinho, vendo os efeitos, sentindo os efeitos. Hoje, por exemplo, nós aprendemos muitas coisas sobre o espetáculo. A gente não conhecia a lenda do gigante de pedra, foi algo novo. Agora estamos mais espertos na história do Rio”.

Guloseimas da Paula

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *