Arroz Valdivino - Clique e assista

Parceiros:

Instagram

  • Niver do filho

Tiroteio em escola no estado de Washington deixa morto e feridos

Postado em 13 de setembro de 2017

naom_59b988e5c0b98

Segundo funcionário da instituição de ensino, quatro pessoas foram baleadas e um suspeito foi preso

Um aluno morreu e três ficaram feridos em um tiroteio em uma escola secundária na cidade de Spokane, no estado de Washington, nesta quarta-feira (13). Um funcionário da instituição de ensino informou à imprensa local que quatro pessoas foram baleadas e um suspeito foi preso.

Pelo Twitter, alunos contaram que houve ao menos quatro disparos. Também pela rede social, a polícia disse que está fazendo uma busca em todas as áreas da escola e pediu para que as pessoas evitassem a região. Serviços de emergência também estão no local. Os feridos foram transportados para um hospital e estão em estado estável.

Como cita “O Globo”, escolas próximas informaram que, por precaução, estão fazendo um bloqueio em suas entradas. Pais estão na porta da escola onde foram disparados os tiros na espera de mais informações sobre os seus filhos.



ArrozValdivino_post

Rodrigo Novaes instala Comissão que criará o Código de Defesa do Consumidor de Pernambuco

Postado em 13 de setembro de 2017

09.13-DEFESA-DO-CONSUMIDOR-RM-24

O deputado Rodrigo Novaes (PSD) instalou nesta quarta-feira (13/09) a Comissão Especial que irá elaborar Código Estadual de Defesa do Consumidor de Pernambuco de acordo com o projeto de lei 1512/2017. Foram escolhidos para presidente e vice do colegiado: Rodrigo Novaes e Priscila Krause (DEM), respectivamente. O deputado Tony Gel (PMDB) ficou responsável pela relatoria. Esta é uma ideia pioneira, pois se trata do primeiro código estadual do consumidor do país.

Segundo o vice-líder do governo, foram indexadas 150 leis consumeristas a partir da Constituição de 1988 e da Constituição Estadual de 1989. “A consultoria desta Casa Legislativa elaborou um projeto com 204 artigos, sistematizando as normas do consumidor e as organizando por temas. O trabalho da comissão consiste no estudo deste projeto e na identificação de eventuais ajustes que precisem serem realizados”, explicou o deputado.

O grupo de trabalho será formado com representantes do Procon/PE, do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), da OAB/PE, e de associações de defesa do consumidor. “Iremos criar um cronograma com reuniões semanais e audiências públicas para ampliarmos o debate. Até o final deste ano pretendemos concluir todo o trabalho”, assegurou Novaes.

A iniciativa surgiu diante da dificuldade do cumprimento das normas do consumidor, devido ao grande desconhecimento do código consumerista por parte da população. “Fazemos questão da sociedade saber de fato seus direitos. O Código Nacional melhorou a sua aplicação com a  obrigatoriedade do documento nos estabelecimentos comerciais. Faremos o mesmo com o Código Estadual”, finalizou.

Foto: Rinaldo Marques



Stilo-Motos-GIF

Peça “O jacaré”, da Cia Maleta Mágina, ganha versão em livro pela Pólen Livros

Postado em 13 de setembro de 2017

ojacare_capa_polen_af

Encenada pela contadora de histórias Jane Fucs, a peça foi adaptada pelo escritor Ricardo Anbar, com ilustrações de Régui Nadim Belatto

A Pólen Livros e a companhia de teatro Maleta Mágica apresentam ao público a versão em livro da peça de teatro “O jacaré”, encenada pela contadora de histórias Jane Fucs. A versão impressa foi adaptada pelo escritor Ricardo Anbar e ainda ganhou ilustrações feitas com o traço delicado em lápis de cor de Régui Nadim Belatto, designer que estreia com este livro na ilustração de livros infantis.

O livro conta a história de Duda, uma garota que está empolgadíssima com a possibilidade de ir à praia com seus amigos. Mas ela ouve os garotos comentarem de um tal jacaré que está rondando o lugar, e começa a ficar preocupada. Vai então consultar seus amigos do mar para descobrir que jacaré é esse que está por ali. Ela descobre então que as palavras podem ter mais de um significado.

Um livro, um reencontro

Ler Mais



Marisol

Quadrilha usava nome de crianças mortas para fraudar INSS

Postado em 13 de setembro de 2017

naom_5986086817199

Os criminosos “recriavam” pessoas que haviam falecido na infância e causaram prejuízo de mais de R$ 2 milhões à União

A Polícia Federal e a Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda deflagraram nesta quarta-feira (13) a Operação Álibi, que tem por objetivo desarticular um grupo criminoso dedicado a fraudar a Previdência Social.

Foram cumpridos oito mandados judiciais de prisão, sendo dois de prisão preventiva e seis de prisão temporária, além de cinco mandados judiciais de busca e apreensão nos estados de Minas Gerais (cidade de Betim), Bahia (cidades de Nova Viçosa, Teixeira de Freitas e Porto Seguro) e Rio de Janeiro (capital).

Durante as investigações, descobriu-se que a quadrilha “recriava” pessoas que haviam falecido na infância. Em nome dos adultos fictícios, seriam realizados alguns recolhimentos à Previdência Social, sempre em valores próximos ao teto de contribuição, criando, assim, a condição de segurados. Posteriormente, seriam simulados os falecimentos dessas “pessoas”, quando, então, seriam requeridos os respectivos benefícios de pensão por morte perante o INSS.

O prejuízo já causado pela quadrilha aos cofres da União ultrapassou a cifra de R$ 2 milhões. Com a desarticulação do grupo criminoso e a suspensão dos benefícios por ele fraudados, evitou-se um prejuízo futuro aos cofres públicos de aproximadamente R$ 15,6 milhões.

Os mandados judiciais de prisão foram cumpridos em sua totalidade, com três presos em Teixeira de Freitas, dois presos em Nova Viçosa e um preso em cada uma das cidades de Rio de Janeiro, Porto Seguro e Betim.

Um advogado figurava entre os líderes dos investigados, que responderão perante a Justiça por formação de quadrilha e por reiterada prática de estelionato em detrimento da Previdência Social, crimes com penas que ultrapassam dez anos de prisão. Com informações da Comunicação Social da PF em Belo Horizonte/MG.




Adalberto Cavalcanti celebra compromisso com Cabrobó que completou 89 anos essa semana

Postado em 13 de setembro de 2017

IMG_7246

Um dia festivo, mas de solicitar também proteção pela cidade e todos que constroem Cabrobó, no Sertão do São Francisco. E reforçando seu compromisso com o povo cabroboense, o deputado federal Adalberto Cavalcanti fez questão de marcar presença nas festividades de 89 anos de emancipação política da “capital do arroz” em Pernambuco.

A programação de aniversário ocorrida na segunda, 11, foi iniciada com a missa festiva celebrada pelo pároco da cidade, Padre Francisco Barros na Igreja Matriz da Sagrada Família, instalada no Centro da cidade.

A celebração contou com a presença do prefeito Marcilio Cavalcante que esteve acompanhado de autoridades locais e regionais, a exemplo do deputado Adalberto Cavalcanti.

“Meu mandato é voltado para o povo do Sertão e Cabrobó tem contado com total atenção do nosso trabalho na Câmara dos Deputados. Tenho priorizado minhas emendas individuais para fortalecer Cabrobó e região. Por isso fiz questão de junto com o prefeito Marcilio, levar meu abraço a todos os cabroboenses”, assinalou Adalberto.

Por: Cinara Marques




Semana Nacional de Trânsito 2017 em Pernambuco

Postado em 13 de setembro de 2017

ARTE SNT 2017

Visando manter o trabalho educativo realizados com crianças, jovens e adolescentes, que são os condutores do amanhã, o Diretor Presidente do Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN-PE, Charles Ribeiro, estará abrindo na próxima segunda-feira (18), às 8h, XVII Semana Nacional do Trânsito – SNT de Pernambuco. O evento que é promovido pela Secretaria das Cidades, por meio do DETRAN-PE, acontecerá no Centro Educacional de Trânsito da Honda- CETH, no bairro de Areias, quando Iberê Thenório, digital influencer do Manual do Mundo, proferirá palestra sob o título “Mídias Sociais e Educação de Trânsito”. Será debatedor o instrutor Carlos Augusto Elias, criador do Portal do Trânsito, que irar mostrar aos educadores os desafios de como falar com os jovens sobre educação no trânsito, através das redes sociais.

Ler Mais




Aprovado projeto de Armando que endurece penas em casos de violência nos estádios

Postado em 13 de setembro de 2017

armando-monteiro

As torcidas organizadas serão dissolvidas judicialmente por atos de vandalismo e o torcedor que promover conflito ou agressões sofrerá pena de reclusão de dois a oito anos e multa. As medidas estão previstas em projeto de lei do senador Armando Monteiro (PTB-PE) aprovado nesta quarta-feira (13), por unanimidade, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A proposta prevê punições mais severas à violência nos estádios. O projeto segue agora à votação da Câmara dos Deputados.

Na justificativa, o senador pernambucano diz ser necessário “coibir os violentos confrontos entre torcidas organizadas que, além da deprimente demonstração de incivilidade, violência e covardia, perturbam os espetáculos desportivos, ameaçam os demais espectadores e ferem os direitos do torcedor”. Os mais recentes conflitos em estádios, em junho último, envolveram torcidas do Coritiba e Corinthians, com sete feridos, um em estado grave, do Goiás e Vila Nova e entre torcedores de um mesmo time de futebol, o Vasco da Gama.

MAIS RIGOR – Armando enfatiza que seu projeto de lei, elogiado na sessão da CCJ pelos senadores José Serra (PSDB-SP) e Magno Malta (PR-ES), pretende “suprir as omissões apontadas na legislação em vigor, buscando criar os mecanismos legais mais eficazes na dissuasão dos atos de violência”. Objetiva, ao mesmo tempo, “punir com maior rigor os integrantes das torcidas organizadas que promoverem ou incitarem conflitos ou participarem deles”.

O projeto altera dispositivos do Estatuto de Defesa do Torcedor, aprovado por lei em maio de 2003. Entre outras medidas, proíbe os clubes, federações, ligas e empresas estatais ou de economia mista de transferir recursos às torcidas organizadas.

Determina a dissolução judicial delas em casos de vandalismo, conflitos coletivos ou agressões no estádio ou em vias públicas no raio de até cinco quilômetros do local do evento esportivo. Pune com reclusão de dois a oito anos o torcedor envolvido em confronto,  mesmo no raio de cinco quilômetros. “O projeto de lei cria instrumentos necessários ao banimento dos arruaceiros dos estádios, como ocorreu em vários países da Europa”, conclui a justificativa de Armando Monteiro.

Assessoria de Comunicação




Artigo – Todos pela Amazônia

Postado em 13 de setembro de 2017

thumbnail_Janguiê Diniz - Por Armando Artoni (7) (4)

A preservação da Floresta Amazônica ganhou mais um capítulo após a decisão do presidente Michel Temer em autorizar a extinção de uma reserva natural de mais de quatro milhões de hectares na Amazônia para permitir a exploração privada de minérios como ouro, manganês, cobre e ferro na área. Trata-se da Renca (Reserva Nacional de Cobre e Seus Associados), uma área com alto potencial de ouro e outros metais preciosos que fica entre o Pará e o Amapá com 46.450 quilômetros quadrados, pouco maior que a Dinamarca.

A reserva foi criada em meados de 1984, ainda durante o regime militar. No local estão partes de três Unidades de Conservação (UC) de proteção integral, de quatro unidade de conservação de uso sustentável e de duas terras indígenas. Essa região, no início da década de 80, foi comparada à Serra dos Carajás por seu potencial mineral que despertava o interesse de investidores brasileiros e estrangeiros.

Imediatamente, a iniciativa foi criticada por especialistas brasileiros e estrangeiros, pela população nacional e mundial, que acreditam que os prejuízos da mineração serão sentidos amplamente com a exploração daquela que é uma das três maiores florestas tropicais do mundo e representa mais da metade das florestas tropicais remanescentes no planeta, inclusive com liminar da justiça federal do Distrito Federal  suspendendo o Decreto. A Floresta Amazônica compreende a maior biodiversidade em uma floresta tropical no mundo e é um dos seis grandes biomas brasileiros.

O Brasil tem uma enorme rede de áreas protegidas, cobrindo quase 2,2 milhões de quilômetros quadrados. Esta rede protege biomas com uma enorme biodiversidade e presta riquíssimos serviços ecossistêmicos globais, um dos motivos que tornou o Brasil um líder ambiental, com papel de destaque em fóruns internacionais como as conferências climáticas da ONU. Autorizar a exploração dessa reserva é, além da exploração demográfica, promover o desmatamento, perda da biodiversidade e comprometimento dos recursos hídricos, incentivando o acirramento dos conflitos fundiários e ameaça a povos indígenas e populações tradicionais que fazem parte da história do nosso país.

Infelizmente, em um ambiente complexo como esse, a derrubada e queima de árvores e do solo, o plantio de outras plantas e o uso de agrotóxicos, a criação de gado são fatores que contribuem para a perda desse bioma rico e importante. Com as intervenções humanas, os solos começam a ficar cada vez mais pobres em nutrientes e contaminados com substâncias provenientes da extração do ouro e outros minerais, as erosões começam a se intensificar e áreas que não eram alagadas, passam a ser. É um processo em cadeia. Com o corte de árvores ocorrem incêndios florestais, pois as árvores de grande porte constituem uma barreira de proteção contra incêndios. Calcula-se que 17% da área está devastada ou ocupada.

Há compromissos de clima e biodiversidade que assumimos internacionalmente e salvaguardas socioambientais que devem ser consideradas nestes processos. Não podemos retroceder e o governo precisa garantir a integridade das Unidades de Conservação e Terras Indígenas da região, impedindo que as florestas que ficaram sem proteção continuem sendo vítimas da exploração territorial e do desmatamento.

Todos pela Amazônia – Janguiê Diniz – Mestre e Doutor em Direito – Reitor da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau – Fundador e Presidente do Conselho de Administração do grupo Ser Educacional – janguie@sereducacional.com




Concurso do TJPE tem 179.548 inscritos para 109 vagas

Postado em 13 de setembro de 2017

tjpe

Das vagas ofertadas, 60 são para técnicos de nível médio e 49 para analistas de nível superior

Os 179.548 inscritos no concurso do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) têm até esta quarta-feira (13) para verificar a confirmação dos dados. A situação da inscrição e do processamento do pagamento dos inscritos no certame pode ser acessada no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

A concorrência é de 1.647 para uma vaga. São ofertadas 109 vagas – 60 são para técnico de nível médio e 49 para analistas de nível superior. Conforme a legislação, 5% delas estão destinadas a pessoas com deficiência e 20% para pessoas negras.

Previstas para 15 de outubro, as provas objetiva de múltipla escolha e discursiva para os cargos de técnico judiciário e oficial de justiça serão realizadas em turno distinto às do cargo de analista judiciário nas cidades-polo de acordo com a inscrição de cada candidato. O certame terá validade de dois anos a partir da publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.

Em caso de dúvida, é preciso entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato (SAC) através do telefone (11) 4788-1430, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, considerado o horário de Brasília (DF).



FRANK-PREMOLAJE-anigif

Garotinho é preso pela PF enquanto apresentava programa de rádio

Postado em 13 de setembro de 2017

Garotinho é preso pela PF enquanto apresentava programa de rádio

ex-governador do Rio Anthony Garotinho foi preso pela Polícia Federal, na manhã desta quarta-feira (13), em São Cristóvão, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Segundo informações de O Globo, agentes cumpriram o mandado de prisão domiciliar e chegaram por volta das 10h30 na Rádio Tupi, onde ele apresentava seu programa diário.

Agora, a viatura da PF segue com o ex-governador para Campos dos Goytacazes, município do interior, onde ele vive e onde deverá cumprir prisão domiciliar.





Página 31 de 3.779« Primeira...1020...2930313233...405060...Última »

Mensagem Biblíca
Por isso darás presentes a Moresete-Gate; as casas de Aczibe se tornarão em engano para os reis de Israel. Miquéias:1:14