Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -
Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -

Começa os trabalhos de renovação do sistema de eletrificação da cidade de Cabrobó

28 de Abril de 2013

Com equipamentos obsoletos e a falta de investimentos no setor de eletrificação, os moradores da cidade de Cabrobó sofriam com os constantes apagãozinhos. Problemas no fornecimento de energia elétrica por parte da Celpe levou o Ministerio Público, a adotar medidas com o intuito de chamar a Celpe para a responsabilidade, poucos dias após o encaminhamento de uma Recomendação do MP, a empresa responsável pela distribuição de energia elétrica em Pernambuco, tomou as primeiras providencias fazendo alguns reparos e trocando algumas lâmpadas, com isto melhorando a iluminação em varias ruas do centro e de bairros.

A Celpe ainda em atendimento a recomendação do MP, apresentou estudos com soluções para os problemas que ocasiona os chamados apagâozinhos, ainda se comprometeu em fazer todos os reparos necessários, com substituições de fios e transformadores. Neste sábado dia 27 duas equipes técnicos e eletricistas, iniciaram os serviços de reparo na rede eletrica já fazendo a troca dos equipamentos.

Construtora RZ FENIX

Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -
Geladão

Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -

Abaré: Distrito de Ibó e um velho problema de Infraestrutura

28 de Abril de 2013

A chuva finalmente resolveu dar o ar de sua graça no sertão nordestino. Mesmo uma pequena oscilação dos índices pluviométricos alegrou o sertanejo que agora vislumbra dias melhores principalmente para o rebanho já que a pouca água que tem caído favorece a renovação das pastagens tornando mais acessível à alimentação para os animais. É certo que não foi possível o acumulo nas represas da região, pois além da chuva ter sido de leve intensidade encontrou um solo extremamente ressecado pelos muitos meses de estiagem, mas foi bem recebida por aqueles que trazem consigo a esperança de finalmente sair do longo marasmo de um período quente e seco.

No distrito de Ibó, localizado no município de Abaré-Ba não foi diferente. A mudança climática com a chegada das chuvas satisfez a todos já que a maioria das pessoas é ligada a agricultura e a pecuária e possuem parentes que residem nas áreas rurais onde enfrentam com dificuldade o período de estiagem. A população que nos últimos anos tem tornado cada vez maior a área urbana do distrito já até havia esquecido um velho e conhecido problema que causa transtorno nos períodos chuvosos.

Bastou surgir as primeiras pancadas de chuva para que as ruas ficassem em estado de extrema calamidade. A entrada do Distrito que fica as margens da BR 116 e deveria ser o Cartão Postal já denuncia o grave problema de infraestrutura que a anos instaura o caus nas principais avenidas. A água permanece, por dias, semanas acumulada nas vias públicas gerando transtorno tanto aos veículos que ali circulam quanto as próprias pessoas que são obrigadas a se locomover em meio a extensas lagoas de lama que com o passar dos dias e a passagem constante de veículos acaba gerando mau cheiro.

De tanto ser constante, o problema já se tornou objeto de comédia pelos populares que enfrentam com humor a situação degradante de abandono pelo poder público. O acúmulo de água nas vias é resultado da ausência de uma ação preventiva de, pelo menos um preparo das ruas e avenidas para que ao receber as águas da chuva e elas sejam deslocadas e guiadas para fora das ruas e avenidas. Conforme vão passando os anos surgem diversas promessas do poder público em solucionar de vez a questão promovendo a pavimentação que certamente deveria ser acompanhada por um sistema de drenagem com bueiros que fizessem o escoamento correto das águas. O grande impasse, segundo comentam os populares é que os gestores alegam a necessidade da realização de um sistema de saneamento antes do calçamento para que seja feito tudo de forma completa garantindo assim qualidade de vida as pessoas.

O fato é que ano pós ano o problema volta a atormentar a vida das pessoas e nada é feito sequer para amenizar a situação. O município alega não ter boa relação com o governo do estado, mas não foi capaz de Celebrar convenio no âmbito federal para garantir a obra de grande importância para o distrito nem mesmo quando um dos grandes parceiros da administração o ex-ministro Gedel Vieira Lima (PMDB) ocupou o Ministério da Integração Nacional e já agora na grande influência do PMDB partido do atual prefeito no planalto central tendo inúmeros ministérios sob controle e inclusive o vice-presidente Michel Temer que também é integrante na legenda.

A verdade  é que a situação se agrava a cada pequena chuva que ocorre em Ibó-Ba deixando a população revoltada e criando um clima de desapego de muitos que enxergam ao redor cidades extremamente estruturadas como é o caso de Cabrobó no estado de Pernambuco, porém localizada a 20 km do distrito que apresenta uma situação inversa no sentido de desenvolvimento. A comparação leva a crer que as forças políticas precisam agir e evitar que distritos de Abaré como no caso do Ibó passem a ganhar apelidos comuns aos que já se ouve nas calçadas a exemplo “Mangue” e “Garimpo”.

Por Espedito Novaes

Atel

Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -

Com gritos contra Cabral e Eike, manifestantes protestam no Maracanã

27 de Abril de 2013

A reinauguração do Maracanã também será marcada por um pesado protesto popular. Cerca de 300 pessoas se reuniram, na tarde deste sábado, em frente do estádio para demonstrar o seu descontentamento com a tentativa de privatizar o palco da final da Copa das Confederações e da Copa do Mundo.

Os principais alvos dos manifestantes foram a Fifa, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o bilionário Eike Batista, que, através de um consórcio, apresentou oferta mais alta na licitação de concessão do Maracanã.

“Alô, você! Você está de bobeira. Fifa, Cabral e Eike são quadrilha de empreiteira”, gritavam os membros do protesto. Outros cantos foram: “Cabral ditador, respeite o índio, o aluno e o professor” e “Eike ladrão, deixa o Maraca com o povão”.

A manifestação reuniu, dentro outros, torcedores dos quatro grandes clubes do Rio (Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo), pais e alunos da Escola Municipal Friedenreich, que faz parte do Complexo do Maracanã e deverá ser demolida, além de índios, estes últimos revoltados com a desocupação do Museu do Índio. As demolições do Parque Aquático Julio Delamare e do estádio de atletismo Célio de Barros, que faziam parte do Complexo do Maracanã, também foram bastante lembradas.

“Não podemos mudar sozinhos, mas queremos ampliar o debate. O povo não pode permitir o que estão fazendo com o complexo esportivo e social que temos no Maracanã. Estão demolindo equipamentos fundamentais de inclusão social, como o parque aquático, o estádio de atletismo e uma escola. Várias pessoas eram atendidas ali. Temos que abrir o olho do povo para estes absurdos”, disse Hertz Viana Leal, de 50 anos, um dos líderes do protesto.

FACESF POS GRADUACAO

Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -

Grupo ‘neonazista’ é preso em Niterói (RJ) acusado de agredir nordestino

27 de Abril de 2013

Seis adultos e um adolescente foram presos neste sábado (27) em Niterói, na região metropolitana do Rio, acusados de pertencer a um grupo neonazista. A prisão ocorreu quando um dos detidos, Tiago Borges Pita, 28, foi flagrado agredindo um homem de 33 anos em frente à estação das Barcas, em Arariboia. A polícia acredita que a vítima foi escolhida por ser nordestina.

Carlos Luís Bastos Neto, 33, Davi Ribeiro Moraes, 39, Caio Souza Prado, 23, Philipe Ferreira Ferro Lima, 21, e Jéssica Oliveira Charles Ribeiro, 26, além de um adolescente de 15 anos, estavam em um carro que aguardava o agressor.

No carro, a polícia encontrou objetos para tortura, bandeiras com suásticas, blusas com símbolos nazistas, botas com biqueiras de aço, livros sobre neonazismo e folhetos.

Os suspeitos foram flagrados pela Guarda Municipal de Niterói e levados para a 77 DP (Icaraí), onde foram indiciados por formação de quadrilha, corrupção de menores e intolerância racial, religiosa, por cor ou etnia, prevista na lei 7.716. Pita também foi indiciado por lesão corporal dolosa (com intenção).

A vítima reconheceu o grupo e a polícia vai investigar se os suspeitos estão envolvidos em outra agressão ao mesmo rapaz.

A família de um dos presos enviou um advogado à delegacia, que disse ainda não ter condições de dar declarações sobre o flagrante.

Facesf

Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -

Aécio diz que há “submissão” do Legislativo ao Executivo

27 de Abril de 2013

O senador Aécio Neves (PSDB) fez coro com o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes e afirmou, na tarde deste sábado (28), que é o Poder Executivo, e não o Judiciário, que interfere na autonomia do Legislativo.

O tucano disse que as medidas provisórias do Executivo “impedem o Congresso de legislar” e que existe uma “submissão absoluta da Casa às vontades do poder central”.

No dia anterior, Mendes rebateu acusações de que a corte invadia atribuições do Congresso dizendo que uma “eventual usurpação” partia do Executivo. A fala foi uma resposta às críticas de que o houve “intromissão” do STF na pauta legislativa após Mendes conceder liminar que paralisou a tramitação de projeto que dificulta a criação de novos partidos.

“Li agora cedo nos jornais que o presidente da Câmara e o presidente do Senado pretendem visitar o STF para garantir a autonomia do Poder Legislativo. Quero dizer que eles acertaram de praça, mas estão errando de prédio. Sugiro que eles atravessem a Praça dos Três Poderes, se querem mesmo garantir a autonomia do Poder Legislativo, e subam a rampa do Planalto”, afirmou.

O tucano completou dizendo que os peemedebistas devem dizer a presidente Dilma Rousseff que “o Congresso Nacional não aceita mais essa enxurrada de medidas provisórias que vem impedindo o Congresso de legislar e essa submissão absoluta da Casa hoje às vontades do poder central.”

Aécio, que participou do Congresso Estadual do PSDB-MG, em Belo Horizonte, afirmou ainda que quem “fragiliza” e “submete a constrangimentos” o Legislativo são “aqueles que aceitam a imposição da vontade do governo central”.

“Infelizmente, apoiado por uma ampla maioria, o Poder Legislativo vem se transformando em uma extensão do Palácio do Planalto”, afirmou.

A tensão entre o Legislativo e o Judiciário teve início depois que a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara aprovou projeto que submete algumas decisões do Supremo ao Congresso.

Pouco depois, Mendes concedeu decisão liminar que interrompeu a tramitação, no Congresso, do projeto que impõe barreiras a novos partidos.

DVE

Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -

Produtores internacionais apostam no mercado do vinho no Brasil

27 de Abril de 2013

A ascensão da nova classe média ávida por novidades e um crescente interesse por gastronomia fazem do Brasil, onde o consumo de vinho está abaixo de dois litros por pessoa por ano, um mercado de muito potencial para os produtores vinícolas do mundo.

‘Acreditamos muito no potencial do mercado brasileiro’, disse à Agência Efe Richard Sharman, representante da associação Wines of Chile, que está no Brasil para participar de uma feira de vinhos em São Paulo.

Na opinião do especialista, o mercado brasileiro ainda está sendo definido, e o perfil do consumidor é dividido entre os grandes conhecedores do vinho e aqueles desejosos em saber mais sobre essa bebida.

Sharman disse que, quando os brasileiros viajam para o Chile e visitam as adegas, ‘ficam maravilhados com a qualidade do vinho’, e também destacou que o Brasil é um terreno ‘fértil’ para os vinhos chilenos.

Além disso, ele destacou que apesar de o país não ser um consumidor tradicional de vinho, tem uma boa predisposição para novidades, e que os brasileiros não têm ideias preconcebidas.

‘Estão mais dispostos a provar vinho do Novo Mundo’, disse.

Essa opinião é compartilhada na Argentina, cujos representantes do setor destacam ainda as vantagens tarifárias devido ao Mercosul.

O diretor-geral da Fundação ProMendoza, instituição de promoção das exportações dessa região argentina, Alejandro Fadel, destacou que em relação ao Brasil não existem barreiras culturais.

Fadel explicou à Efe que 60% das vendas dessa região para o exterior são de vinhos, e destacou a trajetória de alta de um setor que há quase 15 anos não estava internacionalizado e que a partir de 2001 vivenciou um crescimento, fechando o ano de 2012 com um aumento de 7% das exportações.

Os principais clientes dos vinhos de Mendoza são os Estados Unidos, que recebem 50% das exportações, seguidos do Canadá. Já o terceiro lugar é disputado por Reino Unido e Brasil.

Com o objetivo de expandir o conhecimento desta bebida e impulsionar o negócio dos grandes produtores vinícolas foi iniciada em São Paulo a feira ExpoVinis Brasil, que reúne mais de 400 expositores de todo o mundo.

A feira engloba vinícolas dos principais países produtores do mundo, incluindo a Espanha, que neste ano teve uma grande representação.

O responsável pela promoção dos vinhos do Instituto de Promoção de Castilla-La Mancha (IPEX), Quintín Villamayor, destacou que no Brasil o consumo de vinho está crescendo, um fator que está relacionado ao desenvolvimento do país.

Villamayor considera que Castilla-La Mancha, região responsável por 8% da produção mundial de vinhos, tem ‘potencial de crescimento’ no Brasil, mas advertiu que a Espanha pode se posicionar como produtor mundial e ‘referencia de qualidade’, por isso deve reforçar as estratégias de comunicação.

Além disso, o representante do IPEX no Brasil, Antonio González Palacios, destacou que o consumo de vinho no país – 1,8 litro por pessoa por ano – é estacional, aumenta durante o inverno, e está associado a determinadas festividades religiosas como o Natal.

Em cinco anos as vendas de vinho manchego cresceram 50% no Brasil, país no qual mais de 30 adegas dessa região espanhola colocam seus produtos.

No encontro também estava presente a Federação Espanhola do Vinho, que apresentou um espaço para degustações não só de vinhos, como de queijos e presuntos.

No Brasil, o interesse geral pela gastronomia está crescendo, por isso o mercado está ganhando espaço, explicou a Federação.

Fonte: msn.com

Geladão

Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -

Grama híbrida pode ajudar a mitigar efeito de enchentes, diz estudo

27 de Abril de 2013

Uma grama híbrida cultivável, desenvolvida por uma equipe de pesquisadores britânicos, pode ajudar a conter enchentes, aponta um estudo recém-publicado.

Testes científicos mostraram que a grama reduz inundações pela metade, se comparada com a grama plantada para alimentar gado.

Os cientistas responsáveis pelo estudo dizem, em artigo na publicação Scientific Reports, que o crescimento rápido e o bem desenvolvido sistema de raízes da grama híbrida fazem com que ela absorva mais umidade no solo, em vez de deixar que a água escorra.

Essa nova grama é um híbrido entre as espécies Lollium perenne – comumente usada para pastos – e Festuca pratensis, mais resistente.

Um dos autores do projeto, Kit Macleod, que é pesquisador-sênior no Instituto James Hutton de pesquisas agrícolas, disse que já havia um projeto de longo prazo para desenvolver novas gramas, mas seu benefício ambiental ainda não havia sido testado.

‘Então tive a ideia de fazer um experimento para descobrir como essas novas gramas poderiam beneficiar não apenas a produção, sob a perspectiva do agricultor, mas também reduzir inundações’, disse ele à BBC.

‘Há muito interesse em lidar com terras agrícolas de forma a produzir benefícios múltiplos, sobretudo no que diz respeito a questões ambientais, (diante de) mudanças nas chuvas e nos padrões de temperatura.’

Mudanças na estrutura do solo

Ao longo de dois anos, Macleod e sua equipe descobriram que a grama híbrida impedia que a água escorresse, em níveis 51% superiores em comparação com a espécie de pasto e 43% superiores em comparação com a Festuca pratensis.

‘Achamos que isso tem a ver com as mudanças na estrutura do solo (por conta) da grama’, prossegue Macleod. ‘Ela cria mais capacidade de armazenamento para água.’

Ao mesmo tempo, diz ele, a espécie híbrida tem a mesma propriedade de rápido crescimento de raízes observada na espécie Festuca pratensis, o que também aumenta seu poder de absorção.

No entanto, Macleod ressalta que a nova grama não tem poderes ‘mágicos’ para impedir enchentes – ela apenas parece reduzir o volume de água que escorre de pastos em áreas com tendências a enchentes.

Fonte: msn.com

Atel

Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -

À espera da sucessão real, Amsterdã se prepara e aumenta segurança

27 de Abril de 2013

Enfeitada e com fortes medidas de segurança, a cidade de Amsterdã espera representantes de casas reais e de governos de todo o mundo que, na próxima terça-feira, assistirão à cerimônia de entronização do próximo rei dos Países Baixos, Willem-Alexander, que completa 46 anos neste sábado.

Festividade e segurança são os dois principais pontos do plano do prefeito da capital holandesa, Eberhard van der Laan, para o dia da sucessão ao trono. A área onde a segurança terá níveis máximos de manhã será a da praça Dam, onde fica o Palácio Real, no qual será assinado o ato de abdicação, e a Igreja Nova, onde o futuro rei será investido em frente a mais de 2 mil convidados.

O governo local determinou que no máximo 25 mil pessoas poderão estar na praça Dam, onde será possível realizar ‘manifestações individuais’ contra a monarquia, porém não as em grupo, já que para estas estão reservadas seis áreas especiais na cidade.

Espera-se que militantes republicanos se manifestem na Dam com cartazes ou camisetas brancas contra a monarquia.

Segundo especialistas, a principal ameaça à segurança corresponde a ações individuais imprevistas como a ocorrida na celebração do Dia da Rainha em 2009, quando um jovem arrancou com seu carro em meio à multidão, causando sete mortes, além da sua.

Outro exemplo de menor relevância é o incidente ocorrido no dia do Discurso da Coroa em 2010, quando um homem jogou na carruagem real, com a rainha Beatrix e os príncipes herdeiros dentro dela, um suporte de vela de meio quilo de peso.

Os moradores das imediações da praça não poderão ir às janelas e varandas, e o hotel Krasnapolsky não poderá ocupar os cerca de 30 quartos mais próximos dela.

Cerca de 9 mil agentes serão os responsáveis por zelar pela segurança nas ruas, que em contraste com o rigoroso esquema, espera-se que tenham um ambiente festivo sem lugar para incidentes de violência popular como os ocorridos em 1980, na cerimônia de entronização da rainha Beatrix.

A três dias do megaevento, a cidade continua se preparando: edifícios colocaram grandes coroas em seus telhados, a Estação Central foi decorada com bandeiras – assim como ônibus, bondes e residências -, e as ruas foram enfeitadas.

A entronização do novo rei também chegou aos supermercados e às lojas holandesas. A campanha comercial abrange desde as típicas camisetas com o rosto de Willem-Alexander a xícaras, pacotes de café e de balas.

A Holanda vai comemorar na terça-feira seu último Dia da Rainha, uma festividade que tradicionalmente coincide com a data do aniversário do ou da monarca regente, embora a rainha Beatrix, nascida um 31 de janeiro, tenha mantido após sua coroação o dia do aniversário de sua mãe, a rainha Juliana, para essa celebração.

Após a entronização do príncipe herdeiro, que reinará com o nome de Willem-Alexander e prescindiu de qualquer número acompanhando seu título, a Holanda passará a celebrar o ‘dia do Rei’ a cada 27 de abril, data do aniversário do monarca.

Cerca de 10 prefeituras anteciparam hoje a comemoração das atividades do Dia da Rainha, com medo de que no próximo dia 30 muita gente prefira ficar em casa assistindo à transmissão ao vivo pela rede pública de TV ‘NOS’ da coroação do novo rei.

Fonte: msn.com

ArrozValdivino_post

Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -

Especialista explica métodos e empecilhos em identificar uso de armas químicas

27 de Abril de 2013

Estados Unidos e Grã-Bretanha denunciaram nesta semana o possível uso de armas químicas na guerra civil da Síria, com a ressalva de que mais evidências são necessárias para comprovar a aplicação do tóxico gás sarin pela tropas do governo da Síria.

Investigações sobre o suposto uso de armas químicas envolvem várias técnicas para coletar e analisar diferentes tipos de provas, explica Ralf Trapp, consultor em desarmamento internacional e especialista em armas químicas e biológicas.

São necessárias entrevistas com sobreviventes de supostos ataques e com outras testemunhas oculares, como socorristas e médicos que trararam as vítimas.

Os inspetores precisam fazer exames médicos das vítimas e obter amostras biomédicas – urina ou sangue -, para buscar eventuais resíduos do agente químico ou de seus efeitos após o metabolismo do corpo, mesmo que tenha se passado algum tempo desde o incidente com armas químicas.

Trapp explica que investigadores coletam também amostras de pessoas e animais mortos.

‘Inspeciona-se o local onde o suposto ataque ocorreu para entender seu contexto e para buscar provas, como fragmentos de armamento que podem ainda estar contaminados’, diz o consultor.

Entre as amostras recolhidas estão também as de solo, destroços ou vegetação que possa ter tido contato com os agentes químicos.

Laboratórios móveis

Algumas das análises químicas iniciais são feitas em um laboratório móvel de campo, ainda durante as investigações.

Outras serão enviadas para análise sob rígidos protocolos, para proteger as amostras e garantir sua proteção. Nessa análise, a Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPCW, na sigla em inglês) – agência que implementa a Convenção de Armas Químicas – estabeleceu uma rede internacional de ‘laboratórios designados’ altamente competentes, diz Trapp.

Esses laboratórios são frequentemente submetidos a testes, para garantir a qualidade de suas análises.

No caso de denúncias de uso de armas químicas, dois ou três deles seriam selecionados para analisar amostras do local, bem como amostras de controle preparadas pelo laboratório da OPCW.

Fonte: msn.com

Geladão

Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -

Brasil aumenta em 34% investimentos militares entre 2011 e 2012

27 de Abril de 2013

O Brasil aumentou em 34% em temos absolutos (sem descontar a inflação) o seu investimento militar entre 2011 e 2012, de acordo com informações do Ministério da Defesa. Boa parte dinheiro foi destinado a programas considerados estratégicos, como o desenvolvimento de submarinos e a modernização de aviões de caça.

A pasta informou que esse tipo de gasto foi de R$ 6,5 bilhão, há dois anos, para R$ 8,7 bilhões, no ano passado.

Os investimentos fazem parte de um orçamento geral que chegou a R$ 66,3 bilhões em 2012. Ele inclui também o pagamento de militares da ativa e da reserva, pensões, pagamento de dívidas, manutenção de estruturas, entre outros.

Grande parte da verba investida foi destinada para os programas de desenvolvimento de submarinos da Marinha, de construção de blindados Guarani, de transporte de pessoal para o Exército, e de desenvolvimento do do avião de transporte KC-390, que ainda não está pronto.

Os recursos também foram usados na modernização de aviões de caça, de sistemas de artilharia antiaérea e na recuperação de equipamentos deteriorados, entre outros projetos.

De acordo com um ranking da Sipri (Instituto Internacional de Estudos da Paz de Estocolmo), o Brasil está entre os 15 países que mais gastam com defesa no mundo.

Entretanto, o país caiu no ranking da 10º posição em 2011 para a 11º em 2012. Nas três primeiras posições estão Estados Unidos, China e Rússia.

O instituto afirmou que os gastos brasileiros no setor de defesa subiram de R$ 61,7 bilhões em 2011 para R$ 64,7 bilhões no ano passado.

Com base nisso, estimou que, embora o crescimento brasileiro absoluto tenha sido de quase 5%, após o desconto da inflação, o crescimento real teria sido de – 0,5%, segundo Carina Solmirano, uma das autoras da pesquisa.

Porém, o Ministério da Defesa afirmou que o Sipri não levou em conta verbas adicionais recebidas pela pasta, que elevaram seu orçamento para R$ 66,3 bilhões em 2012.

Com a verba adicional, o crescimento se tornou positivo, mas continua indicando uma tendência de estabilidade.

Além disso, o governo destaca que as verbas para investimento militar estão em crescimento no país. Desde 2004, os investimentos cresceram 480% em termos absolutos – de R$ 1,5 bilhão em 2004 para R$ 8,7 bilhões em 2012.

Marisol

Blog do Didi Galvão - Página 3156 de 3594 -

Polícia apreende metralhadora capaz de derrubar aeronaves em SP

27 de Abril de 2013

A Polícia Civil apreendeu na tarde desta sexta-feira uma metralhadora antiaérea, capaz de derrubar pequenas aeronaves e perfurar carros blindados, em uma oficina na zona norte de São Paulo. No local também foram encontradas munições de armas calibres 7.62 mm,.50,.30, 9 mm e 45, carregadores de fuzis, cocaína e ampolas de adrenalina.

O mecânico Jurandir José da Silva, 40, estava no local e foi preso em flagrante. A reportagem não conseguiu entrar em contato com os advogados do suspeito.

Policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) disseram ter apreendido o armamento e as drogas na na rua Índio Peri, no bairro Peri. Eles chegaram ao local enquanto investigavam uma quadrilha suspeita de atuar na região.

“[A metralhadora] é uma arma poderosa. É eficiente para romper blindagem de um carro-forte”, disse o delegado Mauro Fachini, titular da 4ª Patrimônio, que investigava os suspeitos há cerca de 30 dias. Ele disse que a quadrilha planejava para assaltar um condomínio.

O delegado disse ainda que encaminhará a arma para perícia pois suspeita que ela foi usada durante um assalto a um carro forte em Araras (a 163 km de São Paulo), no início deste mês. “É o mesmo tipo de metralhadora. Não é encontrada comumente em poder de bandidos”, disse. Os peritos irão comparar os cartuchos apreendidos na oficina com os do local onde o crime ocorreu.

As ampolas de adrenalina, segundo a polícia, são usadas para enganar os usuários de drogas porque “dá uma falsa sensação de pureza na cocaína.”

Fonte: Uol.com

Construtora RZ FENIX