Professores de Cabrobó não abrem mão do reajuste de 4,17% do Piso Salarial para o Magistério

3

Continua a luta dos Professores de Cabrobó em defesa do reajuste do Piso Salarial, a administração municipal enviou Projeto de Lei para a câmara propondo um reajuste em valor percentual bem abaixo do proposto pelo Ministério da Educação. Por essa razão os Professores vêm numa luta sem trégua para que essa proposta não seja votada na câmara de vereadores, até esse momento os Professores contam com apoio da maioria dos parlamentares.

O Ministério da Educação propôs um reajuste de 4,17 % do valor do Piso Salarial do Magistério, já o prefeito do município de Cabrobó, Marcilio Cavalcanti (MDB), enviou a câmara Projeto de Lei propondo um reajuste de 1,5%. Após as manifestações de descontentamento dos Professores com a proposta do governo, o prefeito Marcilio Cavalcanti resolveu elevar o valor do reajuste em 2,5%.

Os Professores através do SINTEC e do SINDSEMC já se reuniram por varias vezes com representantes do governo e do Poder Legislativo para discutir o Projeto de Lei e a proposta de reajuste de apenas 2,5%. O Projeto de Lei enviado pelo governo para a câmara municipal de vereadores, á um acordo entre os vereadores para que o Projeto será votado sem prejuízos para a categoria.

Os Professores realizaram uma assembleia na noite desta quinta-feira (14), onde o tema foi exclusivamente a proposta de reajuste do município. Em assembleia os Professores recusaram a proposta de reajuste de 2,5% do prefeito Marcilio Cavalcanti, ao tempo que vão comunicar ao chefe do executivo que não abrem mão do reajuste de 4,17% conforme proposta do Ministério da Educação.

Até esse momento não foi discutido uma paralisação dos servidores da educação em Cabrobó, a presidente do SINDSEMC, Maria Heloisa dos Santos e do SINTEC, Maria Cilene Gonçalves, afirmam que esse é o momento do dialogo com o governo e da busca pelo entendimento. No entanto, a paralisação total da categoria não está descartada, os servidores da área de educação em Cabrobó, afirmam que não vão abrir mão do valor percentual do reajuste para o Piso Salarial que é de 4,17%.

3 COMENTÁRIOS

  1. É melhor um pássaro na mão do que dois voando o município pode pagar 2,5% é melhor do que assinar 4,7% e não ter dinheiro para pagar.samuel

  2. O Fundeb é uma verba especifica para a educação. 60% dessa verba é destinada ao pagamento dos servidores da educação.
    É verba federal. Não atrasa, de forma que não que não adianta dizer que não pode pagar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome