Alguns movimentos são feitos com os pés em 2014 e os olhos em 2016

0

Cabrobó Bandeira Eleições

Nas eleições municipais de 2012 o ex presidente Lula começou a desconfiar dos movimentos do governador Eduardo Campos, Lula sabia naquele ano o socialista trabalhava para eleger prefeitos aliados, no entanto seu principal objetivo era a eleição de 2014. O ex presidente Lula estava certo, Campos fez tudo com os pés em 2012, enquanto sua visão estava voltada para as eleições presidenciais deste ano, tanto que é pré candidato a presidente da República pelo PSB, REDE e PPS.

Em Cabrobó tudo leva a crer que as movimentações esse ano, estão voltadas para as eleições de 2016. O atual prefeito Auricélio Torres (PSB), mesmo com uma aceitação popular acima dos 75%, precisa melhorar sua assessoria política e criar um vinculo mais próximo, tanto com os vereadores, quanto com a própria população. A administração por si, já o credencia como um forte candidato a reeleição. A família Caldas uma das principais na política local, espera voltar ao poder já em 2016, hoje o principal líder da família e da oposição ao atual prefeito, é o seu antecessor Eudes Caldas (PTB). Da família pelo menos dois nomes estão entre os inelegíveis, o próprio Eudes e seu irmão também ex prefeito, Edgar Caldas.

Ainda tem o nome do sindicalista Antonio de Nestor (PRP), candidato derrotado nas ultimas eleições Antonio já faz articulações para 2016. Logo que o rompimento entre Eudes e Auricélio foi anunciado, se iniciou uma aproximação entre os ex prefeito e o sindicalista, tudo leva a crer que ficou só na iniciativa. Outras movimentações no momento, também com a visão voltada para 2016, é do ex vice prefeito Mario Barros (sem partido). O mesmo não esconde o desejo de sair candidato a prefeito de Cabrobó, rifado pelo ex prefeito no processo de escola para as eleições de 2012, Mario Barros agora procura uma independência e pavimentar o seu próprio caminho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome