Aprovado projeto que garante a realização de jogos da copa em Porto Alegre (RS)

0

beira rio

A cidade de Porto Alegre viu os riscos de não sediar os jogos da Copa do Mundo caírem para quase 0%. Na noite desta terça-feira, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou o projeto que prevê isenção fiscal para as empresas que ficarem responsáveis pelas estruturas temporárias do estádio Beira-Rio.

O projeto agora irá para a sanção do governador Tarso Genro (PT) e também para a regulamentação da lei, o que deve ocorrer já na próxima semana. Agora, o Internacional, dono do estádio, ficará responsável pela captação de empresas interessadas.

O valor a ser investido é de cerca de R$ 25 milhões, e as empresas contratadas terão desconto de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do montante.

As estruturas temporárias que deverão ser bancadas são as necessárias para a organização do Mundial, como tecnologia da informação, área de imprensa, segurança , entre outras. Entre as despesas, figuram a construção de passarelas, tendas, gastos com mobiliário, iluminação, cercas e assentos, por exemplo.

O financiamento das obras era vital para a realização da competição em Porto Alegre. O prefeito José Fortunatti (PT) condicionou a participação na Copa à aprovação por parte da Assembleia do projeto de isenção fiscal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome