Autores Posts por Didi Galvão

Didi Galvão

75152 POSTS 24 COMENTÁRIOS

Prefeitura intensifica operação Tapa-buraco e leva melhorias aos bairros da cidade

0

As equipes da Prefeitura de Petrolina estão trabalhando em ritmo acelerado para atender ao cronograma do mês de janeiro da operação ‘Tapa-Buraco’. Os serviços estão levando melhorias às comunidades e ao centro da cidade. Nesta quarta-feira (18), uma das frentes de serviços está em operação nas imediações do Parque Municipal Josepha Coelho. O corredor de ônibus é uma das principais vias de ligação do Centro com os bairros, como o Maria Auxiliadora, Areia Branca e Vila Mocó, entre outros.

Os trabalhos no trecho seguirão até essa quinta-feira (20). Na sequência, as equipes serão encaminhadas aos bairros Cidade Universitária, João de Deus, Alto do Cocar e Jardim Amazonas. A Operação Tapa-buraco é coordenada pela Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade, através da Secretaria Executiva de Serviços Públicos.

Assessoria de imprensa da Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade

Acidente envolvendo carro e caminhão deixa ferido na BR-407, em Juazeiro-BA

0

Um acidente envolvendo um carro e um caminhão deixou ao menos uma pessoa ferida na BR-407, nesta quarta-feira (19). O acidente foi registrado em um trecho após o distrito de Carnaíba, na zona rural de Juazeiro.

De acordo com as informações, o carro, da marca HB20, colidiu na lateral do caminhão e ficou completamente destruído. Não há informações do que teria provocado o acidente.

O ocupante do carro foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado a uma unidade hospitalar da região. Não há informações, até o momento, sobre seu estado de saúde, e o do motorista do caminhão que se envolveu no acidente. Uma equipe do Corpo de Bombeiros também esteve no local.

Moradores reclamam do odor causado por chiqueiros de porcos nas Agrovilas 1 e 2 do Projeto Brígida

0
Imagem ilustrativa

Moradores das Agrovilas 1 e 2 do Projeto Brígida em Orocó-PE, entraram em contato com a redação do Blog do Didi Galvão, para reclamarem do mau cheiro causado por chiqueiros de porcos que são criados nas vilas, e que tem tirado o sossego dos vizinhos.

Pedimos urgentemente que a vigilância sanitária de Orocó tome as providências necessárias, pois a gente não aguenta mais essa situação, é um fedor nas nossas casas, que dar vergonha, e sem falar nas doenças que isso pode trazer pra gente. Peço que façam alguma coisa por a gente, não podemos viver assim não.” – disse um morador.

TJPE acolhe pedido do Governo do Estado e determina interdição de pousada em Noronha

0

O Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (TJPE) acolheu pedido da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (APEVISA), formulado pela Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE), e determinou a manutenção da interdição de uma pousada localizada em Fernando de Noronha. Notificado pela APEVISA, o estabelecimento foi interditado no final de 2021, uma vez que seus proprietários se recusaram reiteradamente a tomar a vacina contra a Covid-19.

Na argumentação da manifestação elaborada pela PGE-PE, enfatiza-se que a continuidade do funcionamento do estabelecimento – prevendo que os sócios/administradores não vacinados permaneçam isolados e sem atuar junto ao público –, além de ofensiva ao ordenamento jurídico, não se mostra adequada do ponto de vista sanitário.

Em sua decisão, o relator do processo, desembargador Erik de Sousa Dantas Simões, destaca entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a obrigatoriedade da vacina: “É constitucional a obrigatoriedade de imunização por meio de vacina que, registrada em órgão de vigilância sanitária, (i) tenha sido incluída no Programa Nacional de Imunizações ou (ii) tenha sua aplicação obrigatória determinada em lei ou (iii) seja objeto de determinação da União, Estado, Distrito Federal ou Município, com base em consenso médico-científico. Em tais casos, não se caracteriza violação à liberdade de consciência e de convicção filosófica dos pais ou responsáveis, nem tampouco ao poder familiar”.

No documento, o relator destaca, ainda, que “as vacinas vêm sendo aplicadas há um ano e já foram disponibilizadas para toda a população a partir de 5 anos de idade, mostrando-se segura e eficaz, diante da evidente diminuição do número de mortes decorrentes da doença”.

Documento do TJPE (acesse aqui).

www.pge.pe.gov.br/?2069_tjpe_acolhe_pedido_do_governo_do_estado_e_determina_interdicao_de_pousada_em_noronha

Uma dose de esperança: Governo do Município de Cabrobó inicia vacinação de crianças indígenas entre 5 e 11 anos

0

O dia começou com grande alegria e esperança na escola indígena Capitão Dena, na Aldeia Caatinga Grande, território Truká da Ilha da Assunção. O Governo do Município de Cabrobó, através da Secretaria de Saúde, iniciou a vacinação contra a Covid-19, em crianças indígenas com idade entre 5 e 11 anos.

O primeiro vacinado do dia foi um pequeno indígena de 10 anos de idade, que recebeu a primeira dose aplicada pela própria mãe, Williane, em momento emocionante. Além disso, o povo Truká abriu o momento fazendo sua tradicional dança, o toré, em homenagem ao dia especial. O próprio primeiro vacinado, caracterizados com a roupagem e pintura tipicamente do povo Truká, falou sobre a felicidade em finalmente ser aberta a vacinação às crianças, que estavam todas animadas em receber a primeira dose.

Foram disponibilizadas pouco mais de 200 doses de vacinas para este primeiro momento, porém, as crianças faltantes poderão ir aos próximos dias ao UBS indígena, para receberem a aplicação da primeira dose da vacina.

Estiveram presentes a Secretária de Saúde, Gilca Moraes, e a coordenadora do PMI (Programa Municipal de Imunização), Thamirys Brandão. Vale destacar, segundo Thamirys, que nas UBSs da zona urbana de Cabrobó, a vacina continua disponível para as crianças entre 5 e 11 anos, que apresentam quadros de comorbidades.

Governo de Cabrobó, a vacinação não para!
Assessoria de Imprensa – PMC-PE

Fala morador: “Falta iluminação pública em várias ruas da Icozeira em Abaré”

0
Imagem ilustrativa

Moradores da Icozeira em Abaré-BA, reclamam da falta de iluminação pública em várias ruas da localidade, o que segundo eles proporciona uma insegurança ao transitar no local e deixa a população com medo e apreensiva.

A população da Icozeira vive com medo por conta da insegurança causada pela falta de iluminação pública, em várias ruas da localidade, nossas crianças não podem brincar a noite porque tá escuro demais, e nem podemos ficar nas calçadas com medo de que algo possa acontecer e ninguém ver. Pedimos que alguma providência seja tomada com urgência.” – disse uma moradora.

Prefeita de Trindade-PE emite Nota de Esclarecimento sobre caso dos Precatórios da Educação

0

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A prefeita do município de Trindade, Sra. HELBE DA SILVA RODRIGUES NASCIMENTO, em respeito à população trindadense e em especial em respeito à classe dos professores e demais profissionais da educação, vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

Na tarde desta quarta-feira, dia 19 de janeiro de 2022, o SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TRINDADE – SISMUT e a ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS ATIVOS, INATIVOS E PENSSINISTAS  – ASPMT, representada pelo Sr. SIVAL DE SOUZA MORAES, publicou em outdoor a seguinte mensagem: PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO CLAMAM PELOS SEUS DIREIROS, fazendo referência ao pagamento e/ou rateio dos precatórios do FUNDEB, antigo FUNDEF.

Ocorre que é de conhecimento de todos que o pagamento dos precatórios aos professores e aos demais profissionais da educação que fazem jus à percepção dos referidos precatórios, depende de decisão judicial que desconstitua ou declare inconstitucionais os Acórdãos do Tribunal de Contas da União que não reconhecem a subvinculação dos recursos dos precatórios do FUNDEF, bem como impede o pagamento de 60% dos valores aos professores, na forma de abono, conforme prevê a Lei Municipal nº 1.037, de 11 de maio de 2021.

Ademais, na audiência pública realizada na Câmara Municipal de Vereadores, na tarde do último dia 17 do presente mês e ano, perante os professores, demais profissionais da educação e a sociedade em geral, ficou mais uma vez esclarecido que o pagamento dos precatórios depende de decisão judicial, razão pela qual o SINDICATO DOS PROFESSORES DO ESTADO DE PERNAMBUCO – SINPRO/PE, ingressou com Ação de Cobrança sob o nº 0000028-94.2022.8.17.3510, perante a Vara Única da Comarca de Trindade, buscando sentença judicial favorável ao pagamento dos precatórios, fato este anunciado em alto e bom tom aos presentes na mencionada audiência pública.

Como se pode perceber, a publicação feita em outdoor trata-se de ação mesquinha, que de forma maliciosa, tenta a todo custo, confundir, tumultuar e prestar um desserviço à classe dos profissionais da educação.

Mais uma vez, quero reassumir o meu compromisso com os professores e assegurar que o dinheiro está guardado, esperando apenas autorização judicial para que seja feito o tão esperado pagamento do rateio do FUNDEF aos professores.

Helbe da Silva Rodrigues Nascimento – Prefeita Municipal

Confira aqui a Petição Inicial sobre o caso.

Boletim desta quarta-feira (19/01) da Covid-19 em Pernambuco

0

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (19/01), 2.215 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 17 (0,8%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.198 (99,2%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 659.358 casos confirmados da doença, sendo 55.598 graves e 603.760 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Também foram confirmados laboratorialmente oito óbitos (5 femininos e 3 masculinos), ocorridos entre os dias 19/03/2021 e 17/01/2022. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Araripina (1), Ouricuri (1), Petrolina (1), Recife (4) e Sairé (1). Com isso, o Estado totaliza 20.566 mortes pela Covid-19.

Os pacientes tinham entre 53 e 91 anos. As faixas etárias são: 50 a 59 (2), 60 a 69 (1), 70 a 79 (2) e 80 e mais (3). Todos tinham doenças preexistentes: diabetes (7), doença cardiovascular (4), hipertensão (2), doença respiratória (1) e doença neurológica (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade.

Fala morador: “Muito lixo nas ruas do Bairro da Subestação em Cabrobó”

0
Imagem ilustrativa

Moradores do Bairro Subestação em Cabrobó, reclamam do lixo nas ruas da localidade, segundo os moradores, mesmo com o cronograma de coleta por parte da administração municipal, o bairro segue com grande quantidade de lixo doméstico nas vias.

Sabemos que tem a coleta de lixo que a prefeitura faz, mas mesmo assim a gente ver as ruas de nosso bairro com bastante lixo, pedimos que alguma coisa seja feita, pois o lixo deixa um odor forte e os animais espalham deixando nossas ruas sujas, o que não é bom para nossa qualidade de vida.” – disse uma moradora.

Mais de 57 mil menores receberam vacina errada contra covid-19

0

Equívocos ocorreram em todas as unidades federativas.

Em meio à campanha de vacinação contra a covid-19, 57.147 crianças e adolescentes em todo o país foram imunizados com doses para adultos não autorizadas para aplicação em menores de 18 anos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Os equívocos ocorreram em todas as unidades federativas.

Os dados constam em manifestação enviada na terça-feira, 18/1, ao ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), pelo advogado-Geral da União, Bruno Bianco. Segundo ele, os números foram retirados da Rede Nacional de Dados da Saúde, na qual estados e municípios são obrigados a registrar informações inseridas em todos os cartões de vacinação.

Ainda de acordo com Bianco, o Ministério da Saúde enviou dois ofícios aos estados e ao Distrito Federal, em setembro e em novembro do ano passado, questionando os dados sobre a aplicação de vacinas não aprovadas pela Anvisa em menores de 18 anos e também se haveria erros na inserção das informações que pudessem ser retificadas, mas não obteve respostas.

Em nome da União, Bianco pediu a Lewandowski que conceda uma liminar (decisão provisória) para obrigar estados e municípios a interromper qualquer campanha de vacinação de crianças e adolescentes que esteja em desacordo com as diretrizes da Anvisa e do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

A AGU argumenta que, embora as informações contidas na Rede Nacional de Dados da Saúde necessitem de apuração conjunta com os estados para confirmação ou eventual correção, os números já configuram indícios suficientes para justificar a medida cautelar, pois “podem vir a revelar, nas hipóteses mais extremas, casos de negligência gravíssima na aplicação de vacinas”.

Bianco pede ainda que Lewandowski ordene estados e municípios a identificarem todas as crianças e adolescentes que receberam vacinas equivocadamente, para que sejam inseridas no sistema de farmacovigilância e tenham identificados possíveis efeitos adversos. O procedimento é uma recomendação da Anvisa.

Lewandowski é relator de uma ação de descumprimento de preceito fundamento (ADPF) aberta pela Rede ainda em 2020, relativa a atrasos na contratação de vacinas pelo governo federal. Na prática, a ação se tornou um meio de fiscalização sobre o andamento da vacinação no país, após ter recebido sucessivos pedidos de liminar sobre o tema.

Faixas etárias

De acordo com tabela extraída da Rede Nacional de Dados da Saúde e que consta na manifestação da AGU, 2,4 mil crianças de até 4 anos foram vacinadas contra a covid-19 – ainda que a imunização nessa faixa etária não tenha nenhum respaldo da Anvisa ou do próprio Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação.

Tabela – ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO

Além disso, 4,4 mil crianças entre 5 e 11 anos teriam recebido vacinas de outros fabricantes que não a Pfizer/BioNtech, única aprovada pela Anvisa para aplicação nessa faixa etária.

A tabela também aponta a aplicação da vacina da Pfizer, mas em sua versão para adultos, em 18,8 mil crianças entre 5 a 11 anos no lugar de doses pediátricas aprovadas pela Anvisa para essa faixa etária e cujas primeiras remessas só chegaram ao Brasil este ano.

No caso de adolescentes entre 12 e 17 anos, 29,3 mil receberam doses de farmacêuticas – AstraZeneca, Sinovac ou Janssen – que ainda não receberam autorização da Anvisa para aplicação nessa faixa etária.

Entre os casos mais graves, a AGU cita a aplicação de doses para adultos e também já vencidas da vacina da Pfizer em 49 crianças no município de Lucena, na Paraíba. Segundo o órgão, o Ministério da Saúde apura o caso para eventual responsabilização criminal.

Vacina

A Anvisa aprovou em dezembro o uso da vacina produzida pelo consórcio Pfizer-BioNTech, a Comirnaty, contra a covid-19 em crianças com idade de 5 a 11 anos. De acordo com o gerente-geral de Medicamentos da Anvisa, Gustavo Mendes, com base na totalidade de evidências científicas disponíveis, o imunizante, quando administrado no esquema de duas doses, pode ser eficaz na prevenção de doenças graves, potencialmente fatais e de condições que podem ser causadas pelo SARS-CoV-2. As análises contaram com a participação de diversos especialistas, tanto da Anvisa como de outras entidades.

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) manifestou apoio à aprovação do imunizante para esse público. Em nota, o presidente da entidade, Carlos Lula, destaca que a dose já foi aprovada para a faixa etária de 5 a 11 anos pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA), pela Agência Americana Food and Drug Administration (FDA) e pelo governo de Israel.

Pesquisadores da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) ouvidos pela Agência Brasil reforçam que as chances de uma criança ter quadros graves de covid-19 superam qualquer risco de evento adverso relacionado à vacina da Pfizer. O imunizante já está em uso em crianças de 5 a 11 anos em 30 países e cerca de 10 milhões de doses foram aplicadas somente nos Estados Unidos e no Canadá.

Fonte: Agência Brasil

Fala morador: “Prefeitura de Orocó não está mais divulgando o Boletim da Covid-19”

0
Imagem ilustrativa

Moradores da cidade de Orocó, estão questionando o fato da prefeitura municipal não está divulgando desde o dia 7 de janeiro, o boletim municipal da Covid-19, o que segundo eles aumenta a insegurança na cidade, por não saber se os números estão aumentado ou quantas pessoas deveriam está em isolamento.

Muitas pessoas estão questionando o porquê que a Prefeitura de Orocó, não divulga os números da Covid-19 desde o início de janeiro, o que tá acontecendo? queremos saber, não podemos ficar sem essa informação, lembrando que a pandemia não acabou e precisamos nos cuidar, e para isso a prefeitura deve nos manter informados.” – disse um morador.

Rony Russo visita presidente da Câmara de Vereadores de Petrolina em busca de experiências

0

O Presidente da Câmara de Vereadores de Cabrobó, Rony Russo, estive nesta quarta-feira (19/01), na cidade de Petrolina, onde se reuniu com o Presidente da Câmara Municipal de Petrolina, Aero Cruz, em busca de informações, conhecimento e experiências vividas pelo parlamentar, no tocante a projetos que beneficie a nossa população.

Rony Russo destaca que a conversa foi bastante proveitosa onde pode adquirir conhecimento, para que possa implementar vários projetos que beneficiarão a população cabroboense.

Dentre tantos assuntos abordados, conversei com o colega Aero, sobre o Projeto Piso Tátil, que visa buscar uma melhor condição de acessibilidade para os portadores de deficiência visual em Cabrobó. Até já existe uma Lei estadual que garante. Pensar e incluir essas pessoas com deficiência na vida social, em pequenos e grandes setores é ordenamento constitucional, garantindo equidade. É nosso trabalho como legislador dá uma melhor qualidade de vida para esse grupo, garantindo acessibilidade e independência social.” – ressaltou o presidente do legislativo cabroboense.

Robinho é condenado em última instância a 9 anos de prisão por estupro

0

A Corte de Cassação de Roma, última instância da justiça italiana, rejeitou o recurso apresentado pelo atacante Robinho, de 37 anos, e por Ricardo Falco, amigo do jogador, e confirmou a condenação dos dois a nove anos de prisão por violência sexual de grupo cometida contra uma mulher albanesa em uma boate em Milão, em 2013. A sentença é definitiva, não cabe mais recurso e a execução da pena é imediata.

Com a condenação, a justiça italiana poderá pedir a extradição de Robinho e Falco, mas dificilmente eles serão mandados para a Itália, pois a Constituição veta a extradição de brasileiros. Desta forma, a Itália poderá pedir que eles cumpram as penas em uma penitenciária brasileira.

Para isso, é necessário que a Itália peça a transferência de execução de pena à justiça brasileira e espere que o Superior Tribunal de Justiça faça a homologação da sentença estrangeira. Mas, segundo a Secretaria de Cooperação Internacional da PGR (Procuradoria Geral da República), “não existe um prazo para o trâmite do processo”.

Segundo dados apurados pelo UOL Esporte, nos últimos três anos (de janeiro de 2019 a janeiro de 2022) a Secretaria de Cooperação Internacional da PGR recebeu somente um pedido de transferência de execução da pena. O pedido foi feito pela Suíça e ainda está tramitando no STJ.

Como foi o julgamento na Cassação

A corte, composta por um colégio de cinco juízes, foi presidida pelo juiz Luca Ramacci. A audiência, aberta ao público, começou às 6h30 (de Brasília) e terminou depois de meia hora. Porém, a corte julgou outros casos na sequência e depois se reuniu para emitir a sentença.

No início da audiência, o juiz relator, Aldo Aceto, leu os recursos apresentados e deu a palavra aos advogados. O advogado de defesa da vítima falou brevemente e deu a palavra para a defesa de Falco, que passou imediatamente aos advogados de Robinho.

Franco Moretti foi quem mais falou. Ele contestou as provas que não foram aceitas em segunda instância, como o dossiê sobre a vida da vítima que continha fotos de suas redes sociais para tentar provar a sua familiaridade com o álcool e desqualificar seu relato.

Ramacci ainda chamou a atenção de Moretti, que se exaltou durante sua fala ao declarar que a vítima estava “tocando os genitais” de Robinho e dos amigos. “Advogado, estamos na Cassação, por favor”, declarou o presidente da corte. Por fim, o procurador Stefano Tocci pediu que o recurso fosse rejeitado.

Já às 11h40 (de Brasília), a corte se reuniu para divulgar as sentenças dos casos julgados hoje. Com poucas palavras, a corte disse que o recurso de Robinho é inadmissível, o que significa que todos os recursos apresentados pela defesa foram recusados. A motivação da sentença será publicada em 30 dias.

Os advogados de Robinho não voltaram ao tribunal para saber o resultado. Em relação à indenização pedida pela vítima de 60 mil euros (cerca de R$ 373 mil), a defesa do jogador disse que o atleta vai pagar sem precisar que a vítima entre com processo civil no Brasil.

“Tem duas pessoas condenadas no Brasil (Robinho e Falco) e outras quatro que devem ser encontradas no Brasil, as quais devem ser entregues o aviso de conclusão da investigação, e isso quem deve fazer é o Ministério Público”, disse Jacopo Gnocchi, advogado da vítima.

“São casos como esse que mudam o pensamento da sociedade. No total, 15 juízes, divididos em três instâncias, entenderam que a vítima dizia a verdade. O Brasil é um país que tutela a vítima, e não o culpado”, acrescentou. A vítima não se manifestou.

Parnamirim-PE: Prefeito Nininho Carvalho reforça frota municipal com 2 novos veículos

0

O prefeito do município de Parnamirim, fez a entrega de dois novos veículos na tarde desta quarta-feira (19/01). Os veículos vão servir as secretarias municipais de Educação e da Mulher, sendo um Fiat Strada e um Fiat Mobi. A Strada foi adquirida com recursos próprios, já o Mobi com recurso fruto de Emenda Parlamentar da deputada estadual Delegada Gleide Ângelo.

O prefeito enfatizou que mesmo em meio as dificuldades tem trabalhado para corresponder com as expectativas da população, unindo esforços com o Governo do Estado e deputados aliados para que as ações cheguem ao município.

O veiculo Strada adquirido com recursos próprios para servir a pasta da Educação custou R$ 104.000,00 (cento e quatro mil reais), já o Mobi para a pasta da Mulher com recursos de Emenda Parlamentar custou R$ 60.000,00 (sessenta mil reais).

Cachoeira de Paulo Afonso-BA volta a ficar visível e aquece turismo na região do São Francisco

0

A cachoeira de Paulo Afonso, no semiárido baiano, ganhou a atual denominação no século 18. Ela é formada por um conjunto de quedas d’água que podem alcançar 80 metros de altura, na zona turística Lagos e Cânions do Rio São Francisco.

Com a chegada na região da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), em meados do século 20, para utilizar o potencial do rio na geração de energia, a cachoeira passou a ficar visível de acordo com o funcionamento das comportas das usinas da empresa.

Agora, após 12 anos, a cachoeira de Paulo Afonso pode ser admirada novamente por moradores da região e turistas. Isso foi possível por causa da cheia na bacia hidrográfica, que provocou a abertura das comportas e, consequentemente, o ressurgimento das quedas d’água.

Esse era um momento muito esperado no município. Estamos realizando o sonho de ver as águas correndo de novo. Temos o renascimento de um cartão-postal emblemático, que foi visitado pelo imperador Dom Pedro II e inspirou versos do poeta Castro Alves“, relata o secretário de Turismo, Indústria e Comércio de Paulo Afonso, Nino Rangel.

Com a volta da atração turística, a visitação ao Parque da Chesf foi ampliada, em parceria com a prefeitura, seguindo protocolos sanitários e reforço nas medidas de segurança contra acidentes. As informações sobre o passeio estão disponíveis nos sites da Chesf e da Prefeitura de Paulo Afonso.

Que alegria ter a volta do espetáculo das águas em Paulo Afonso, durante o verão. O Governo do Estado está em contato com a prefeitura e a Chesf, para a realização de ações conjuntas que fortaleçam esse segmento turístico na região do São Francisco”, comemorou o secretário estadual de Turismo, Maurício Bacelar.

Fonte: Ascom/Setur