Carros elétricos chegam a Pernambuco em abril

0

Carros elétricos chegam a Pernambuco em abril

Sete carros elétricos chegam a Pernambuco no mês de abril. É o início de uma frota que o Estado pretende adquirir para implantar o primeiro sistema de compartilhamento de veículos do Brasil. A intenção é reduzir as emissões de gases que provocam o efeito estufa e melhorar a mobilidade urbana. Os carros ZED (Zero Emission Driver) foram comprados de um fabricante chinês, o Xindayang Group.

O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Sérgio Xavier, que fechou a parceria com o grupo oriental, informa que quatro veículos vão ficar no Recife e três em Fernando de Noronha – ilha que o governo pretende transformar em primeiro território carbono neutro do País (livre dos gases do efeito estufa). “Além de melhorar a qualidade do ar, a mobilidade e reduzir os ruídos, queremos estimular um novo comportamento”, revela o secretário, explicando que o compartilhamento será semelhante ao das bicicletas de aluguel. A Serttel-PE, que administra o Bike PE, é parceira nesse projeto, também apoiado pelo grupo espanhol CIMD InterMoney, Porto Digital e Prefeitura do Recife.

A primeira fase será de testes. Depois virá a implantação do sistema, com uma quantidade maior de veículos, segundo o secretário. “Eles vão estar disponíveis para o público ainda este ano”, garante, esclarecendo que a proposta é integrar esse tipo de transporte a outros, como ônibus e metrô. “Esses veículos ocupam metade do espaço de um carro normal.” Os modelos adquiridos pelo Estado comportam duas pessoas e possuem uma mala. “Pesquisas feitas na França mostram que cada carro desses em circulação representa oito veículos convencionais a menos nas ruas”, informa Sérgio Xavier.

Se o projeto se mostrar viável, a intenção do governo é instalar uma fábrica em Pernambuco. “Estamos propondo um novo modelo de transporte. As pessoas precisam entender que não é preciso ter um carro. Só é preciso usar um carro”, opina Sérgio Xavier.

Com relação a Fernando de Noronha, o projeto Carbono Neutro propõe a substituição da frota de 800 veículos da ilha por carros elétricos. Mas esse deve ser um processo demorado. “Primeiro, vamos conversar com a população. Nada será imposto”, afirma o secretário. No caso de Noronha, a Semas pensa em adotar vários tipos de veículos, como vans elétricas e buggies, para atender a diferentes demandas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome