Dilma diz que Armando e Humberto são sustentáculo do governo

0

dilma petrobras pernambuco

A presidenta Dilma Rousseff afirmou esta tarde (14), durante discurso na solenidade de entrega do último trecho da primeira etapa da Adutora do Pajeú e da assinatura da ordem de serviço para a segunda etapa da obra, em Serra Talhada (PE), que os senadores Armando Monteiro (PTB-PE) e Humberto Costa (PT-PE) são a sustentação do governo federal no Senado.

“Gostaria de dirigir um cumprimento todo especial a eles que são o sustentáculo do meu governo no Senado Federal: o senador Armando Monteiro Neto e o senador Humberto Costa”, disse a presidenta. A declaração foi dada no início do discurso de Dilma.

Humberto foi um dos articuladores do apoio do PT de Pernambuco à candidatura de Amando Monteiro ao governo do Estado. “Nossa chapa é a única em Pernambuco que pode garantir as grandes transformações iniciadas por Lula e continuadas por Dilma para o Brasil seguir mudando” avalia Humberto Costa, líder do PT no Senado. “Junto com Lula e Dilma, Armando e João Paulo seguirão fazendo as mudanças de que Pernambuco e o Brasil precisam”, afirma Humberto.

Pajeú

Com 198 km de extensão, a primeira etapa da Adutora do Pajeú custou cerca de R$ 200 milhões e atualmente abastece sete municípios de Pernambuco. A segunda etapa, com 400 km de extensão, vai levar água de qualidade a moradores de 14 municípios de Pernambuco e oito da Paraíba. O investimento é de R$ 547 milhões. Amanhã, o governo federal vai lançar o edital de licitação do Ramal do Agreste, que vai garantir segurança hídrica a cerca de dois milhões de pessoas em 72 municípios. Serão R$ 1,3 bilhões em investimentos. Todas as obras fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome