Esquema de fraudes na Grande Fortaleza causou prejuízo de R$ 45 mi, diz MPCE

0

Esquema de fraudes na Grande Fortaleza causou prejuízo de R$ 45 mi, diz MPCE

Uma operação do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) e das Polícias Militar e Civil prendeu ontem terça-feira (18) dez pessoas suspeitas de envolvimento num esquema de fraudes de licitações da Prefeitura de Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com as investigações, o crime beneficiava quatro construtoras que, juntas, ganharam o montante de pelo menos R$ 45 milhões em contratos do período de 2007 a 2013. Ao todo, a Justiça cearense expediu 15 mandados de prisão e 27 de busca e apreensão em Fortaleza, Maracanaú, Aquiraz, Maranguape e São Gonçalo do Amarante.

Segundo o MPCE, o secretário de Infraestrutura e vice-prefeito de Maracanaú, Carlos Eduardo Bandeira de Mello, é apontado pelo Ministério Público como o líder do esquema e está foragido. Entre os suspeitos estão mais quatro pessoas, entre elas a atual presidente e outros membros da Comissão de Licitações de Maracanaú. A polícia continua as buscas aos foragidos.

Os detalhes da investigação que prendeu as dez pessoas foram apresentados na tarde desta terça, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça. A operação foi originada por meio de dois Procedimentos de Investigação Criminal instaurados para apurar crimes de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, e formação de quadrilha, contra a Administração Pública do Município de Maracanaú.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome