IF Sertão-PE lança livro sobre saberes e fazeres nas Escolas Indígenas Pankararu nesta terça-feira (10)

0

Sediado em uma área de abrangência com forte presença de povos indígenas, o Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) é, no estado de Pernambuco, responsável pelo Núcleo do Programa Ação Saberes Indígenas na Escola, cujas atividades acontecem no Campus Floresta. Como fruto das experiências da primeira etapa de ações do Programa, que contemplou o povo indígena Pankararu, será lançado o livro “Memórias e vivências: saberes e fazeres nas Escolas Indígenas Pankararu”. O evento de lançamento da obra acontecerá nesta terça-feira (10), das 9h às 17h, no Terreiro do Poente do Povo Pankararu, em Jatobá-PE.

O livro, organizado pelas professoras Edivania Granja e Socorro Tavares, é composto pelas narrativas de professores indígenas e sequências didáticas construídas durante a realização da Ação “Saberes nas Escolas Indígenas Pankararu”, com demonstrativos de atividades desenvolvidas por discentes Pankararu. “São narrativas das professoras e professores indígenas participantes, numa perspectiva autobiográfica permeada pelas histórias de vidas e pelas experiências no Programa”, afirma a professora Edivania Granja.

Em suas quase 250 páginas, são ainda partilhadas as práticas metodológicas realizadas através de oficinas didáticas que aconteceram nas Escolas Pankararu e nos campi Petrolina e Floresta do IF Sertão-PE, entre os meses de junho e dezembro do ano passado. “A partir desses relatos de experiências educativas, penso que cabem algumas perguntas provocativas para nossas reflexões. Por que não dizer conexões de conhecimentos indígenas? O que são saberes, o que são conhecimentos? Quais as diferenças? Existem saberes acadêmicos e conhecimentos indígenas, tradicionais e populares?”, escreve no prefácio do livro o professor de História da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Edson Silva.

Criado em 2013 pelo Ministério da Educação (MEC), através da então Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI), o Programa Ação Saberes Indígenas na Escola foi implementado em 2018 no campus Floresta do IF Sertão-PE com o povo indígena Pankararu, território etnoeducacional Serra Negra Berço Sagrado. Sob a coordenação geral da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), o IF Sertão-PE faz parte da Rede Nordeste de articulação dos saberes indígenas, com o Instituto Federal da Bahia (IFBA) e o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

Elidiane Poquiviqui/IF Sertão-PE Campus Floresta

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome