Mais de 60% dos eleitores de Eduardo Campos não votariam se pudessem

0

??????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Candidato com a promessa de fazer uma “nova política”, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) tem 62% do eleitorado que declara que deixaria de votar se o ato não fosse obrigatório. Os dados divulgados ontem (11) fazem parte da última pesquisa do Instituto Datafolha, que apontou o socialista com 11% da preferência do eleitorado. Além disso, 71% dos eleitores de Campos dizem ser contra a obrigatoriedade do voto.

Dois principais adversários do pernambucano na disputa presidencial, a presidente Dilma Rousseff (PT) tem 43% dos eleitores que preferiam não votar e 51% que são contra a obrigatoriedade do voto; enquanto o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) apresenta índices de 58% e 67% para os mesmos posicionamentos.

Geral – O levantamento do Datafolha mostra ainda que quando levado em consideração todos os eleitores, incluindo os que declararam votar em nulo ou branco, 61% são contra o voto obrigatório e 57% afirma que preferia não votar, se lhe fosse dada a opção.

O Datafolha ouviu 2.844 pessoas de 174 municípios entre os dias 7 e 8 deste mês. A margem de erro é de 2%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome