Marília Arraes e o PT sem Lula

1

Em 2012 o candidato a prefeito do Recife pelo PT foi o senador Humberto Costa, o mesmo em comum acordo com o ex-prefeito João Paulo, usou diversas manobras para impedir a reeleição do então prefeito João da Costa e tentar chegar ao comando administrativo da capital pernambucana. O que a dupla não contava era com a força política de Eduardo Campos, que lançou a candidatura de Geraldo Júlio e humilhou o PT de Dilma e de Lula, com Humberto e João Paulo.

Durante a campanha a coisa ficou tão feia para a dupla Humberto Costa e João Paulo, que a então presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula foram aconselhados a não fazerem campanha pra eles. E foi o que aconteceu Dilma e Lula não vieram ao Recife, isso porque as pesquisas indicavam o que as urnas confirmaram e Geraldo Júlio venceu a eleição no primeiro turno com quase 300 mil votos a frente de Humberto Costa o terceiro colocado com apenas 154.460 votos.

Nas eleições deste ano o oposto pode acontecer e é claro que Lula não vai querer perder a oportunidade, o mesmo vai querer tirar algum proveito de uma possível vitória de Marília. No entanto, diferentemente do que aconteceu em 2012 quando foi ele quem não quis comparecer ao Recife pra não sair desgastado por conta da derrota de Humberto, agora é a campanha de Marília Arraes quem analisa um cenário melhor para a neta de Miguel Arraes sem a presença do poderoso chefão do PT.

Portanto, a essa altura do campeonato, ou melhor, da campanha, é melhor não ter Lula. Lembra da copa de 1986 realizada no México, Zico era o super cara, entrou em campo e o Brasil foi eliminado porque exatamente Zico perdeu o pênalti da classificação contra a França. Pois é: Marília não vai correr o risco de a essa altura do jogo, colocar tudo a perder só pra agradar a torcida e colocar em campo alguém assim como Zico naquela copa, que está em busca de recuperação eleitoral.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta para Edilson Cancelar resposta

Comentar
Seu nome