“No problema primeiro o homem lembra de Deus e depois chama a PM”

0

robson 02

Ao ver todo esse movimento que há alguns anos se alastra pelo nosso país das paralisações ou chamadas Greves dos Policiais Militares, ao qual, a imprensa só se volta ao fato da violência atrelada à paralisação, responsabilizando o movimento pelo aumento da violência nos estados.

Tal violência demonstrada nestas paralisações nos estados do Brasil mostra a importância e o papel primordial desta organização Policial Militar para a sociedade em geral e só vemos isto quando de sua falta, diz o ditado popular que: “No problema primeiro o homem lembra de Deus e depois chama a PM”; desta forma como poderíamos marginalizar funcionários públicos que dedicam suas vidas com o risco de morte, deixam seus lares sem a certeza de voltar e desprezarmos tanto assim.

Talvez se a imprensa e a sociedade em geral ao invés de marginalizar o policial militar quando em suas paralisações, desse um abraço a causa de alguém tão importante para nossas famílias, alguém que na sua falta não teríamos como conviver em sociedade, pois são nossos limitadores, sendo assim, talvez se nossa sociedade lutasse pelo fim de um regime arcaico e pelo fim de um sistema de segurança ultrapassado, com vários órgãos e com um único objetivo, se lutássemos assim como nossos policiais militares por suas melhorias, ganharíamos ainda mais o respeito destes, que nos melhores momentos de confraternização da sociedade, estão os policiais militares nas ruas para garantir nossa segurança, enquanto dormimos, estão realizando rondas nas ruas de cada cidade.

Devemos sempre reavaliar conceitos e buscar quebrar alguns paradigmas, para que possamos enxergar as dificuldades enfrentadas por esta classe, que sob um regime militar, vive oprimido do maior direito de qualquer cidadão brasileiro garantindo pela constituinte, o direito de falar; a sociedade brasileira já viveu sob o regime militar e jamais gostaria de retornar, porque uma policia que esta tão perto de nosso povo, que hoje esta inserida nas escolas e nas ruas com o novo conceito de Policia Comunitária ainda é obrigada a viver no regime militar; é hora de chamar a atenção da imprensa e de nosso povo quanto a entender o que pedem estes policiais militares e se o que pedem seriam demais para que nossos governantes pudessem atender.

Ao certo é que sabemos do reconhecimento da sociedade brasileira ao trabalho executado pela policia militar, mais não entendemos o porquê de nosso povo não ir às ruas junto ou sozinha defender estes nossos heróis de farda que diuturnamente nos defendem do caos instalado neste país pela falta de compromisso de nossos governantes.

Por: Robson Patricio

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome