Obras da transposição em ritmo acelerado

0

DSC04851DSC04859DSC04863DSC04875

Pelo menos de onde tudo começa na beira do Rio São Francisco até a barragem do Tucutu, homens e maquinas quase não param, é como se um prazo estivesse definido e o cumprimento passa a ser uma obrigação. Nesse trecho está sendo construído o canal que leva água por gravidade até a primeira estação de bombeamento, ainda o sistema de armazenamento e de capitação da água, para abastecer o canal já em seu curso normal, passando pela BR 428 na altura do Km 28 onde está sendo construída uma ponte, para permitir a passagem do canal até chegar à barragem do Tucutu.

As obras da transposição em território cabroboense, já foi motivo de protesto com greve de fome, motivo pelo qual transformou a cidade de Cabrobó na segunda mais visitada do país por autoridades, ao mesmo tempo, todos os telejornais das principais redes de televisão noticiavam sobre a cidade em horário nobre e ao vivo. Cabrobó não soube aproveitar os ventos que sopravam a favor do desenvolvimento, até hoje nada, absolutamente nada, que possa garantir condições reais de oportunidades para o municipio foi disponibilizado por conta das obras da transposição.

A cidade vive a expectativa de ainda ser beneficiada com as obras da transposição, espera que alguma coisa seja feita e garanta condições de desenvolvimento. Tanto o Estado quanto a União, enxergaram Cabrobó apenas como doadora das águas, não como necessitada de ações para promover o bem estar da população. O Estado bem que poderia construir a PE 499 que liga o municipio de Cabrobó a Terra Nova, assim contribuiria com a cidade, sobre tudo, com os produtores que teriam facilidades na escoação das safras. Também contribuiria se construísse a Escola Técnica e concluísse o Centro Tecnológico do Arroz. A União por sua vez, ajudaria no desenvolvimento da região em especial de Cabrobó, se pagasse uma velha divida que tem os agricultores do municipio, construindo o tão sonhado Projeto de Irrigação Maria Preta.

É possível que no ano em que a presidenta esteja tentando a reeleição ela visite o municipio, é possível até, que dentro do prazo permitido pela legislação eleitoral para inaugurações de obras, os flash e holofotes estejam focados na presidenta, no momento em que ela acione o dispositivo que vai ligar as bombas para jogar água na barragem do Tucutu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome