Petrolina deve ganhar unidade do Porto Digital, como prometeu João Lyra

0

portodigital-logo

Uma das promessas do governador de Pernambuco, João Lyra, no dia 4 de abril, data em que tomou posse do cargo, foi a interiorização do desenvolvimento do Estado. Durante o discurso na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), ele se comprometeu a levar o Porto Digital para as zonas da Mata, Agreste e Sertão. Um mês depois, representantes do Porto Digital foram a Petrolina, ontem (8), para visitar instituições de ensino em busca de parceiros e área para a instalação do Armazém da Criatividade.

A primeira instituição visitada foi a Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), onde o grupo apresentou a proposta que funcionará como um espaço de fomento ao empreendedorismo inovador.

De acordo com o diretor-presidente do Porto Digital, Francisco Saboya, a ideia de instalar uma unidade do armazém no município faz parte do projeto de interiorização do Porto Digital.

“Esta seria a primeira grande intervenção do Porto Digital em Petrolina. A ideia do governador é expandir o empreendedorismo inovador pelo interior do Estado, nos moldes do Porto Digital. Por isso, estamos em busca de um espaço por excelência de ensino, um núcleo acadêmico, seja na Facape, na UPE ou na Univasf”, explicou.

Segundo Saboya, a Facape foi a primeira entidade mencionada para a instalação do empreendimento devido às parcerias já firmadas com o Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) e pelos projetos na área. O Armazém da Criatividade é a primeira aceleradora de empreendimentos inovadores das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

“O armazém faz parte do Porto Digital e oferece aos jovens, que concluem sua graduação técnica ou superior, condições de evoluir na perspectiva de se tornar um empreendedor, não um empreendedor tradicional, mas um empreendedor cujas atividades são intensivas ao conhecimento”, explicou.

No armazém, serão desenvolvidas três tipos de atividades nas áreas de informática, economia criativa e agricultura. De acordo com Saboya, o local concentrará sete funções integradas espacialmente, funcionalmente e operacionalmente.

“Haverá espaços de empreendedorismo, eventos, crédito, experimentação, showroom, educação, além de um espaço empresarial para que a empresa, uma vez constituída, possa desenvolver seu negócio lá dentro”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome