Santa Cruz decepciona, perde para o CSA, e não assume a liderança do Grupo B

0

Santa Cruz decepciona, perde para o CSA, e não assume a liderança do Grupo B

O Santa Cruz até que tentou, criou várias chances de gol, mandou duas bolas na trave, foi pra cima do adversário, lutou até o fim, mas não foi feliz nesta tarde de sábado e não conseguiu vencer o CSA-AL, no Lacerdão, pela terceira rodada da Copa do Nordeste. Desde o dia 13 de outubro de 2013 que o Santa não sabia o que era perder, quando foi superado pelo Treze-PB na última rodada da primeira fase da Série C.

A derrota por 1×0, fez o técnico Vica ouvir as primeiras vaias da torcida coral. Agora, o Santa, vice-líder com quatro pontos, terá que buscar os pontos perdidos, no Rei Pelé, contra o mesmo CSA, e assim, evitar a classificação antecipada do time adversário.

Talvez, as alterações feitas não foram bem pensadas por Vica. O time mostrou nervosismo com a bola nos pés e não teve paciência para encaixar uma boa jogada e furar a defesa do CSA-AL. Já a equipe alagoana, jogou com paciência e soube aproveitar os espaços deixados pelo Santa.

Assim, o azulão conseguiu sair com a vitória e  assumiu de forma isolada a liderança do Grupo B, com sete pontos, graças ao gol de Josimar, aos 34 minutos do segundo tempo. Líder e vice-líder, voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, às 19h15, no Rei Pelé, pela quarta rodada do Grupo B Copa do Nordeste.

O Jogo

Mesmo sabendo das dificuldades que teria no duelo contra o CSA, neste sábado,no Lacerdão, o Santa tentou, usou de tres estratégia diferentes para chegar ao gol, mas não foi feliz nas finalizações e foi derrotado pelo time alagoano. O meio de campo do técnico Vica não funcionou como o ele gostaria.

Coube aos laterais Tiago Costa e Oziel armarem as jogadas de ataque, tentando encontrar o atacante Léo Gamalho. O centroavante coral, ficou isolado na frente, e por várias vezes voltou para buscar jogo e tentar armar alguma jogada de perigo.

Aos 3 minutos, Josimar arriscou de longe, mas Tiago Cardoso segurou firme. Essa foi a primeira finalização do jogo. Enquanto o Santa Cruz tentava se organizar dentro de campo, o azulão continuava procurando as jogadas ofensivas.

Sem pensar muito com a bola, os comandados do técnico Canindé seguiam no campo de ataque em busca do primeiro gol. Aos 5, Confusão na área do Santa, a torcida do CSA pediu toque de mão de Éverton Sena mas o árbitro ignorou o lance.

Aos poucos o tricolor do Arruda foi dominando o jogo e conseguindo construir algumas jogadas de gol. Aos 15, Léo Gamalho recebeu passe de Renatinho na área. Antes da bola chegar, Breno fez o corte e tirou o perigo, a torcida pediu pênalti mas oárbitro nada marcou.

Se o meio de campo mais uma vez não funcionou como gostaria o técnico Vica, coube aos laterais explorarem as jogadas ofensivas. Como o CSA deixava espaço nas pontas do gramado, o tricolor tentou chegar ao gol com Tiago Costa e Oziel e foi tomando conta da partida. Aos 25, Tiago arriscou de longe, a bola passou por cima do gol de Pantera, que se assustou com o chute forte.

O jogo foi perdendo em intensidade e emoção, mas o Santa seguia controlado a partida. Dos 26 minutos em diante, o CSA só assisitu o tricolor jogar, e teve que se segurar atrás para não levar o primeiro gol. Sabendo da importância de vencer em casa, o Santa tentou não se acomodar e foi ao ataque.

A estratégia agora era nas bolas chutadas de fora da área.Aos 37, Renatinho tentou um chute cruzado, Pantera fez a defesa. O CSA foi perdendo o fôlego e ficando sem forças para acompanhar o rápido ataque do Santa e começaram a fazer faltas mais duras.

Tentando sair da forte marcação, o meio de campo coral começou a aparecer na partida. Aos 40, Oziel cobrou a falta na área e Everton Sena por pouco não marcou o primeiro. Explorando as jogadas de bola parada, o Santa seguiu na busca do gol. Aos 42, em uma nova falta cobrada por Oziel, Raul subiu mais alto que a defesa, mas não conseguiu acertar o alvo. Assim terminou Santa Cruz x CSA, no primeiro tempo 0x0.

Na segunda etapa, o Santa começou assim como terminou o primeiro tempo, partindo pra cima do adversário e com o jogo controlado. Logo nos primeiros minutos o time começou a criar boas chances de gol. Nervoso, o CSA seguiu cometendo faltas duras nos jogadores corais.

Em duas oportunidades o atacante Léo Gamalho caiu na área e pediu pênalti, mas o árbitro nada marcou. O CSA pouco apareceu no ataque nos primeiros minutos. Mesmo assim, o time levou perigo a meta de Tiago Cardoso, aos 3 minutos, em uma cobrança de falta executada pelo meia Daniel.

Léo Gamalho finalmente conseguiu finalizar ao gol de Pantera. O centroavante recebeu o cruzamento de Natan e meteu a bola no travessão, aos 7 minutos. Nem só de sustos viveu o CSA no jogo, após uma boa triangulação do setor ofensivo, Mineiro tentou fazer um golaço no ângulo de Tiago Cardoso que foi obrigado a fazer uma grande defesa, tudo isso aos 9 minutos de jogo.

Insatisfeitos, os dois treinadores tentaram mudar o panorama do jogo alterando suas equipes. Pelo lado coral, Vica colocou Cassiano e Carlos Alberto nas vagas de Raul e Renatinho; e pelo lado do CSA, Canindé sacou o atacante Uéderson e colocou o também atacante Diego.

Mais ofensivo, o Santa continuou com intensidade no ataque e foi pressionando o adversário para abrir o placar. Aos 17, Léo Gamalho tentou mais uma vez de cabeça, Pantera ficou com a bola.

O técnico Vica decidiu colocar mais ofensividade na equipe, tirando Natan e colocando Caça-Rato. Logo após a substituição o Santa tomou o golpe. Aos 34, Josimar aproveitou o cruzamento e tocou de cabeça para marcar o único gol do jogo. O Santa foi com tudo ao ataque, aos 36, Sandro Manoel mandou uma bomba na trave. Fim de jogo e o Santa Cruz  perdeu a chance de assumir a liderança isolada do Grupo B da Copa do Nordeste.
Ficha de jogo

Santa Cruz – Tiago Cardoso; Oziel, Éverton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa; Sandro Manoel, Luciano Sorriso, Raul (Cassiano), Natan (Caça-Rato) e Renatinho (Carlos Alberto);Léo Gamalho. Técnico: Vica.

CSA-AL – Pantera; Mineiro, Pedro Silva, Breno e Roberto; Charles Wenderson, Lucas (Robson), Jeferson Maranhense (Santos) e Daniel Costa; Uénderson (Diego) e Josimar. Técnico: Canindé.

Copa do Nordeste.

Local: Luiz Lacerda, em Caruaru (PE).

Árbitro: Caio Max Augusto.

Auxiliares: Lorival Candido das Flores e Flávio Gomes Barroca.

Público: 3.325 torcedores

Renda:Não informada

Gols: Josimar, aos 34 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos:Breno, Mineiro,Lucas (CSA) Everton Sena e Cassiano (Santa Cruz).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome