Tragédia: O preço do descuido

1


É lamentável, a tragédia que sobreveio ao povo de Santa Maria/RS, levou o país a um estado de tristeza, não é só o povo de Santa Maria ou, do rio Grande do Sul que chora pelos seus mortos, o Brasil inteiro chora e lamenta, assim como chorou pelas vitimas das enchentes em Pernambuco, Alagoas, Rio de Janeiro e tantas, chora quando as balas perdida tira vidas inocentes, quando o despreparo da policia no Rio e em São Paulo põe tristeza na casa de alguém. 
Também é lamentável o descuido das autoridades para com o povo, quando a tragédia acontece, de pronto se anuncia as investigações com rigor, os resultados das pericias sempre apontam irregularidades, as primeiras investigações dão conta de sucessivos erros no caso da Boate Kiss. E daí em diante os discursos seguem como ensaiados, todos falam em investigações, apurações rigorosas e, como o vento passa, assim passam a preocupação das autoridades em fazerem algo para evitarem a próxima tragédia. 
As tragédias só chamam a atenção das autoridades pelos os números o que é vergonhoso, quando deveria chamar a atenção pelo fato da omissão, em não ter tido a responsabilidade em cumprir o dever de fiscalização, bem como, de aplicar medidas preventivas para evitar que a tragédia acontecesse. Talvez no caso da Boate Kiss, um Promotor tido como doido, ou, um Juiz visto como autoritário, tenha feito alguma recomendação, é bem provável que as brechas nas Leis que foram elaboradas pelos políticos que tem suas campanhas patrocinadas por empreiteiros, donos de boates e daí em diante, permitiu que a Boate funcionasse provisoriamente, ou com base em algum efeito administrativo.
Se no Brasil os nossos representantes tivessem a mesma habilidade e agilidade para decidirem preventivamente em favor da população, da mesma forma que tem para fazerem conchavos em eleições para Presidentes da Câmara ou do Senado, para empossarem parlamentares corruptos e fazerem atos públicos em defesa de mensaleiros, não choraríamos tanto em tragédias lamentáveis como a de Santa Maria, o que mais dói em um momento como esse, é que para os familiares a dor vai permanecer com a ausência do ente querido, para as autoridades é apenas mais uma tragédia, lamenta e pronto, é só esperar a próxima.

1 COMENTÁRIO

  1. Didi é lamentavel o que aconteceu em Santa Maria,e torcemos para que isso também não aconteça em nosso Cabrobó,especificamente na Boate Inferninho,e o nosso promotor que no lugar de está querendo tirar os feirantes das ruas,e tirar seu ganha pão,deveria fazer uma visita a noite,numa sexta feira na referida Boate para vê em loco seu funcionamento,ou será porque ele recebeu um trofeu de aplausos do dono da mesma que ele está fazendo vista grossa?o alerta está dado ministerio publico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome