Insatisfação no Sertão
Insatisfação no Sertão

Insatisfação no Sertão

16 de dezembro de 2011

A ambição dos políticos brasileiros pode ser vista como entraves para a melhoria de vida do povo, liberação de recursos, execução de obras estruturadoras e conclusão de projetos de grande importância para a sociedade.
Pernambuco e o Nordeste estão há um ano sem ações efetivas do Ministério da Integração Nacional. Corrupção, falta de interesse dos governantes e projetos pessoais são alguns dos muitos motivos que paralisam obras importantes à exemplos da transposição do rio são Francisco e transnordestina.
Agora, de olho nas eleições do ano que vem e objetivando um “projeto pessoal”, o Ministro FBC começa a dar novo rumo à pasta, armando palanques em pontos estratégicos do Estado, começando por Salgueiro, com a desculpa de anunciar a continuação das obras da transposição. A obra começa em Cabrobó, portanto, o correto seria fazer o anúncio da liberação dos recursos nesta cidade, até porque, grande parte desta etapa a ser anunciada será executada aqui.
Por estes e outros comportamentos do Ministro, os políticos de Cabrobó e região estão insatisfeitos. O prefeito de Cabrobó, Eudes Caldas, vê a atitude do ministro como um absoluto desrespeito a uma população que sempre esteve apoiando a obra, tida como a redenção do nordeste, mas que na verdade foi o tranpolim para a leieção da presidenta Dilma. Além disto, Cabrobó, sempre esteve ao lado do ministro em suas caminhadas políticas.
Cabrobó só foi prestigiado, pela sua posição favorável à obra, quando estava à frente do Ministério da Integração Nacional o cearense Ciro Gomes que, com justiça (atributo que sempre pautou sua vida), esteve em Cabrobó anunciando a liberação de ações para a comunidade indígena Truká.

ArrozValdivino_post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *