O Língua de Aço: Um País sem Corrupção.

Postado em 16 de novembro de 2011

O Brasil joga fora todos os anos R$ 69 bilhões de reais, dinheiro do contribuinte que é desviado criminosamente por políticos corruptos de todos os cantos do País, inclusive de pequenas Cidades.  O valor é tão alto que chega a ser vergonhoso. A Ferrovia Transnordestina que vem se arrastando a anos, tem um valor orçado em R$ 5,4 bilhões de reais. A Transposição do Rio São Francisco obra questionada e tão polemica está orçada em R$ 6,8 bilhões de reais.
Obras gigantescas ou pequenas têm sempre um corrupto por perto, construção de Escolas, Casas Popular, Creches, Hospitais, Postos de Saúde, Saneamento. Quando há uma ação do Poder Público a serviço da coletividade, tem sempre um individuo esperando por uma oportunidade.
O prejuízo que a corrupção causa é maior quando você vê pessoas inocente morrendo nas filas dos Hospitais, por falta de atendimento, de profissionais qualificados, leitos para internação, equipamentos. O prejuízo que a corrupção causa é maior quando você vê Escolas em péssimas condições, profissionais da Educação mal remunerados, merenda escolar que mais parece um engana bucho.   
Educação – O número de matriculados na rede pública do ensino fundamental saltaria de 34,5 milhões para 51 milhões de alunos. Um aumento de 47,%, que incluiria mais de 16 milhões de jovens e crianças.
Saúde – Nos hospitais públicos do SUS, a quantidade de leitos para internação, que hoje é de 367.397, poderia crescer 89%, que significariam 327.012 leitos a mais para os pacientes.
Habitação – O número de moradias populares cresceria consideravelmente. A perspectiva do PAC é atender 3.960.000 de famílias; sem a corrupção, outras 2.940.371 poderiam entrar nessa meta, ou seja, aumentaria 74,3%.
Saneamento – A quantidade de domicílios atendidos, segundo a estimativa atual do PAC, é de 22.500.000. O serviço poderia crescer em 103,8%, somando mais 23.347.547 casas com esgotos. Isso diminuiria os riscos de saúde na população e a mortalidade infantil.
Infraestrutura – Os 2.518 km de ferrovias, conforme as metas do PAC, seriam acrescidos de 13.230 km, aumento de 525% para escoamento de produção. Os portos também sentiriam a diferença, os 12 que o País possui poderiam saltar para 184, um incremento de 1.537%. Além disso, o montante absorvido pela corrupção poderia ser utilizado para a construção de 277 novos aeroportos, um crescimento de 1.383%.



Deixe uma resposta



Mensagem Biblíca
Tendo eles, pois, testificado e falado a palavra do Senhor, voltaram para Jerusalém e em muitas aldeias dos samaritanos anunciaram o evangelho. Atos:8:25