Caso Beatriz: Mais uma troca de comando nas investigações e nenhuma resposta

Postado em 28 de novembro de 2017

Beatriz Mota

O assassinato na menina Beatriz Angélica Mota, vai completar 2 anos no próximo dia 10 de dezembro. Recentemente os pais da menina, Lúcia Mota e Sandro Romildo, estiveram no Recife cobrando respostas das autoridades sobre a evolução das investigações, cobraram ainda mais agilidade ao considerarem lento o desfecho do caso. Na oportunidade a mãe da menina afirmou não ter dúvida do envolvimento de alguém do Colégio Nossa Senhora Maria Auxiliadora nesse brutal assassinato.

Ao longo desse período as autoridades apresentaram o retrato falado do possível criminoso, mais recentemente divulgaram imagens gravadas por câmeras de ruas que seria do assassino. No entanto, nada de concreto e nenhuma resposta efetiva a cerca desse caso. Assim como os familiares da menina a sociedade espera a prisão do criminoso, que essa mudança não seja apenas mais uma em casos de investigações criminais.

É incompreensível que um criminoso entre numa festa de formatura de uma das mais conceituadas escolas da região, que é o Colégio Nossa Senhora Maria Auxiliadora, localizado no centro de uma das maiores cidades do estado de Pernambuco. É incompreensível quando em tempos de tecnologia avançadas não se tenha imagens capitadas pelo sistema de monitoramento através de câmeras, tanto interna quanto externa e estamos falando de uma área central da cidade. É incompreensível quando em tempos de tantos avanços, as investigações se arrastam com uma lentidão como se estivéssemos no século passado.



Deixe uma resposta



Mensagem Biblíca
Tendo eles, pois, testificado e falado a palavra do Senhor, voltaram para Jerusalém e em muitas aldeias dos samaritanos anunciaram o evangelho. Atos:8:25