Autores Posts por Didi Galvão

Didi Galvão

40900 POSTS 5 COMENTÁRIOS

Melhor e mais forte São João do Brasil chega ao fim com romantismo no Pátio Ana das Carrancas

0

Após nove dias de uma festa que entrou para a história, o ‘Melhor e Mais Forte São João do Brasil, em Petrolina, chegou ao fim, deixando saudade das mais de 70 atrações que passaram pelo palco.

O arraiá deste sábado (23) começou com o autêntico forró do poeta cantador, Flávio Leandro, que cantou sucessos tradicionais da festa junina. O cantor foi seguido pelo forró romântico da banda Desejo de Menina, uma excelente pedida pra quem queria dançar agarradinho.

E o romance realmente deu o tom da noite. Uma legião de meninas chegou cedo e entrou correndo quando os portões abriram, para ver de pertinho o meteoro Luan Santana, que prometia um grande show. Com uma super produção, pirotecnia e a simpatia que lhe é peculiar, Luan arrancou suspiros com uma apresentação apaixonante. As fãs não deixaram a desejar e espalharam balões vermelhos para o ídolo.

Luan classificou o São João de Petrolina como o “melhor São João do mundo”, enquanto fazia um pout-pourri com as músicas que marcaram seus 10 anos de carreira. O  intérprete de ‘Acordando o prédio’ não poupou elogios à estrutura da festa petrolinense.

A folia junina continuou com o forró estilizado de Jonathan Araújo. A despedida do Melhor e Mais Forte São João do Brasil ficou por conta da dupla Matheus e Kauan, que colocou todo mundo pra cantar sucessos como ‘Que sorte a nossa’ e ‘Te assumi pro Brasil’.

SUCESSO

O São João de Petrolina, que teve início no último dia 15 de junho no Pátio Ana das Carrancas, contou com apresentações de grandes nomes como Aviões, Marília Mendonça, Jorge e Matheus, Safadão, César Menotti e Fabiano, Henrique e Juliano, Maiara e Maraísa, Joelma, dentre outros.

Presente em todas as noites, o prefeito Miguel Coelho ressaltou o sucesso de público e o clima de paz ao longo da maratona junina. “Mais de 60 mil petrolinenses e turistas por noite sem nenhuma ocorrência grave pelo segundo ano seguido. O São João de Petrolina, portanto, é um grande sucesso e se consolida como o melhor e mais forte do Brasil”, finaliza.

Vereador Bruno Marreca cobra a reforma do matadouro público que foi prometido em 2015

0

O vereador Bruno Marreca cobra do governo do estado a reforma do matadouro público de Salgueiro.

“Só uma ressalva. Foi prometido desde 2015 a reforma do nosso matadouro pelo nosso governador Paulo Câmara e pelo então secretário de Agricultura Nilton Mota a Dr. Marcones e nunca foi feito. E o nosso matadouro está acabado até hoje. Não acho justo com a nossa população. Em outras regiões foi construído do chão. O desenvolvimento tem que ser feito em todas as regiões de Pernambuco de forma igualitária e apartidária”, palavras do vereador do Solidariedade da Cidade de Salgueiro, Bruno Marreca.

Caminhão pega fogo após tentativa de assalto na PE-360 entre Floresta e Ibimirim, no Sertão de PE

0

Um caminhão carregado de cebola pegou fogo na madrugada deste domingo (24) após ser interceptado por bandidos na PE-360, entre as cidades de Floresta e Ibimirim, no Sertão de Pernambuco. De acordo com informações apuradas pelo Blog do Elvis, o motorista do veículo Mercedes 1620 não teria parado durante a abordagem. Os assaltantes atiraram nos pneus do caminhão, que esquentaram a ponto de incendiar logo em seguida.

Por sorte, o motorista conseguiu fugir e pedir socorro. O caminhão teve perda total. Um guincho foi usado para retirar o veículo da estrada. A carga de cebola também foi estragada. De acordo com moradores da região, os assaltos têm sido constantes na rodovia.

A Polícia Civil investiga o caso. Ninguém foi preso até a publicação desta matéria.

Via Blog do Elvis

Pé de serra anima vaqueiros no tradicional Forró da Espora

0

O Estádio Paulo de Souza Coelho, em Petrolina, abriu as portas neste sábado (23), para receber algo diferente do que se espera para o espaço: gibão, chapéu de couro, bota e muito arrasta pé. O tradicional Forró da Espora levou uma multidão de vaqueiros e pessoas dispostas a fazer a poeira subir no pátio do centro esportivo.

A vaqueirama aproveitou a festa em sua homenagem para curtir ao som de Lu Vaqueira; Novo Skema; Sérgio do Forró e Adennys Vaqueiro. Além do tradicional pé de serra, o Forró da Espora é conhecido pelas brincadeiras que delimitam os espaço, como ‘Já tem dono’, ‘Quem me quer’ e ‘Rabo da Gata’.

O evento começou por voltas das 19h e seguiu até às 2h da madrugada, quando a vaqueirama se recolheu para o descanso. Neste domingo (24) de manhã, a festa dará lugar ao ritual com o desfile pelas ruas da cidade e a Missa do Vaqueiro na Orla de Petrolina. “Fizemos um grande São João e esse evento só existe por conta da tradição. Por isso, o Forró da Espora e a Missa do Vaqueiros são bens imateriais e culturais que precisam ser valorizados pela prefeitura e pelo povo de Petrolina”, ressaltou o prefeito Miguel Coelho, que esteve presente ao Forró da Espora.

Colômbia faz 3 a 0 e elimina a Polônia da Copa

0

Colômbia e Polônia se enfrentaram pelo Grupo H do Mundial e e os sul-americanos despacharam os europeus antes da hora. Com uma vitória consistente por 3 a 0, o time de Jose Pékerman ganhou uma sobrevida na competição e depende apenas de si para se classificar. Já a Polônia, eliminada.

Primeiro tempo:
As duas equipes entraram com muita cautela em campo, sem grandes avanços, para evitar o contra-ataque. Três astros do futebol mundial estão em campo e são as esperanças de cada uma das seleções: Lewandowski para a Polônia, James Rodríguez e Falcão Garcia para a Colômbia.

Aos 30′, baixa para a Colômbia. Aguilar sentiu uma lesão e precisou dar lugar a Uribe. O volante colombiano saiu sentindo muitas dores.

Aos 38′, mais ousada em campo, a Colômbia teve retorno. Após cruzamento de James, Yerri Mina, ex-Palmeiras, mandou de cabeça para o fundo da rede de Szczesny: 1 a 0 para os sul-americanos.

Segundo Tempo:
Pekerman voltou com o quarteto ofensivo Falcão, James, Quintero e Cuadrado. E deu certo. Após pressionar os poloneses nos primeiros 10 minutos, aos 28′, a Colômbia conseguiu ampliar para 2 a 0. Falcão só precisou empurrar para as redes após passe de Quintero.

Logo após a assistência, Quintero deu lugar a Lerma. Aos 29′, mais um gol. Cuadrado avançou sozinho para marcar: 3 a 0. Na sequência, Pekerman trocou Falcão por Bacca.

Lewandowski ainda quase marcou um golaço no finalzinho, mas Ospina estava lá para salvar: 3 a 0.

Na próxima rodada, a eliminada Polônia enfrenta o Japão. Já a Colômbia joga contra Senegal.

A cada ano o São João de Gravatá vem ganhando mais importância, destaca Armando

0

Os pré-candidatos a governador e senador pela Frente das Oposições, Armando Monteiro (PTB) e Mendonça Filho (DEM), respectivamente, prestigiaram, na noite do sábado (23), o São João de Gravatá, no Agreste. Ao lado do prefeito Joaquim Neto (PSDB), eles estiveram no Pátio Chucre Mussa Zarzar e conferiram uma das tradicionais festas populares de Pernambuco, que vem ganhando expressão a cada ano.

“O São João de Gravatá vai ganhando a cada ano mais dimensão e importância. É muito bom saber o que o prefeito Joaquim Neto vem fazendo um trabalho muito importante para valorizar a festa, que é uma das maiores expressões da cultura Pernambuco e do Nordeste”, afirmou Armando Monteiro. “Investir no São João e na promoção dos nossos valores é algo muito importante”, completou o pré-candidato a governador.

Armando parabenizou a Prefeitura de Gravatá pela organização da festa. “Nesse planejamento que a Prefeitura fez, todos os aspectos importantes para garantir o sucesso da festa foram cuidados. A segurança, a promoção cultural, decoração, tudo está organizado. O saldo é muito positivo”, frisou o petebista. “É uma festa muito alegre e de expressão, que tem trazido cada vez mais gente, atraído mais turistas e mostrado a força da cultura de Gravatá e do Agreste”, acrescentou Mendonça Filho.

Também estiveram presentes à festa os deputados federais Bruno Araújo (PSDB), Ricardo Teobaldo (Podemos), vereadores e lideranças locais.

As incompreensíveis prioridades da política

0

Pernambuco acompanha atenciosamente o andamento da política para as eleições de outubro deste ano, muitas movimentações chegam a causar estranheza e outras perplexidades pela forma nada democrática como vem sendo conduzida. Se bem, que o coletivo nunca foi prioridade para os principais caciques do estado, basta dar uma rápida olhada pelo retrovisor da política pernambucana. O filme que os pernambucanos vêm assistindo nos últimos dias muda apenas os atores, o enredo é o mesmo de tantos outros ao longo da historia e com o mesmo objetivo que é simplesmente priorizar alguém.

O PT nacional já se posicionou por meio de sua presidente, a prioridade em Pernambuco para o partido é o senador Humberto Costa. Olhando pelo retrovisor percebemos que Humberto sempre foi prioridade para o PT, tanto que na reeleição de Eduardo Campos para o governo de Pernambuco em 2010 foi o nome de Humberto que representou o partido na vitoriosa chapa majoritária sendo ele eleito senador da República. João da Costa que diga o que é ser vitima desse processo de priorização a Humberto, João foi rifado e perdeu a chance de ser reeleito prefeito do Recife em 2012.

Os ex-governadores, Miguel Arraes e Eduardo Campos, estiveram liderando o partido socialista ao longo de muitos anos, nesse período tanto o avô Miguel, quanto o neto Eduardo, atuaram priorizando o coletivo e nunca um individuo. Por isso o PSB conseguiu ao longo dos anos crescimento impressionante e está no comando do governo estadual desde 2007, no período pós-ditadura militar é o partido com o maior numero de mandatos de governo em Pernambuco. Este ano o PSB tem atuado de forma semelhante ao PT, os bastidores da política dão conta que para o PSB e o governo do estado a prioridade é João Campos.

Priorizar uma peça no jogo político é inevitavelmente um erro que poderá custar caro para a coletividade, a história tem mostrado e os resultados tem sido impiedosos com os individualistas. Se o PT mantiver Humberto como prioridade absoluta, estará sacrificando um projeto coletivo. Se o PSB de igual forma levar adiante o projeto individual de João Campos, nomes históricos do partido poderão ser sacrificados e mandatos comprometidos. Ou PT e PSB reanalisam suas políticas internas, ou vão terminar morrendo os dois abraçados em 7 de outubro.

Inglaterra vence o Panamá por 6 a 1

0

A Inglaterra venceu o Panamá por 6 a 1 em partida válida pelo grupo G.

Aos 32 minutos do segundo tempo, Baloy marca gol histórico para o Panamá. A Inglaterra vai vencendo o Panamá por 6 a 1.

Aos 16 minutos do segundo tempo, Harry Kane marcou mais um gol para a seleção inglesa e se torna o artilheiro isolado da Copa do Mundo com cinco gols em dois jogos.

Aos 45 minutos do primeiro tempo, Harry Kane converteu mais um pênalti que foi cometido pelo panamenho Murillo.

Aos 39 minutos do primeiro tempo, Stones marcou  e ampliou  o placar da partida.

Aos 35 minutos do primeiro tempo, Lingard fez mais um gol pra Inglaterra.

Aos 19 minutos do primeiro tempo, Escobar derruba Lingard na área e o juiz marca pênalti para a seleção inglesa; Harry Kane  fez a cobrança.

Aos 7 minutos do primeiro tempo, Stones abriu o placar para a seleção inglesa.

No último sábado (23), a seleção da Bélgica goleou a seleção da Tunísia por 5 a 2 e se tornou líder do grupo.

Caso vença o jogo, a Inglaterra garante sua vaga para as oitavas e elimina a estreante Panamá da competição.

Avião perde controle e cai no mar de Fortaleza

0

O piloto Clóvis Sérgio, 68 anos, passa bem. Ele foi levado ao hospital com cortes na boca e no pé. As causas do acidente serão investigadas

Por pouco, a queda de um avião de pequeno porte não se transformou em tragédia, na tarde desse sábado (23), em Fortaleza. Desgovernada, a aeronave caiu no mar, e passou próximo ao Hotel Gran Marquise, perto do Mercado dos Peixes, na Avenida Beira-Mar. As causas do acidente ainda serão investigadas. O piloto Clóvis Sérgio, 68 anos, passa bem. Ele foi levado ao hospital com cortes na boca e no pé.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, Clóvis perdeu o controle do avião, mas conseguiu desviar do hotel e do mercado, sendo obrigado a fazer um voo forçado no mar. Banhistas que estavam no local no momento do ocorrido ajudaram a tirar a aeronave da água para a areia.

De acordo com o G1, as primeiras investigações serão feitas neste domingo (24) pelos investigadores do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

Prisões são o principal nó da segurança, diz Raul Jungmann

0

Superlotado e dominado pelo crime organizado, o sistema penitenciário brasileiro é o principal nó da segurança no país. A avaliação é do ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. O Brasil tem atualmente a terceira maior população carcerária do mundo – atrás dos Estados Unidos e da China –, com um crescimento anual de 7%. “Eu acredito que, nesse andar da carruagem, ao final de 2019, nós teremos 1 milhão de apenados. São 756 mil hoje, mas há 564 mil mandados de prisão em aberto”, afirma. O déficit do sistema é de aproximadamente 360 mil vagas.

Segundo Jungmann, o governo federal tem recursos para a construção de unidades prisionais, mas esbarra na resistência dos municípios, na judicialização das licitações e nas exigências da legislação. A construção de uma penitenciária demora, em média, de quatro a cinco anos. “O sistema prisional hoje é o maior foco de preocupação aqui no ministério. Nós temos dinheiro, mas a gente não consegue construir presídios e penitenciárias, apesar da necessidade”, diz.

De acordo com o ministro, o orçamento anual do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) é de cerca de R$ 1,3 bilhão. No ano passado, R$ 600 milhões deixaram de ser aplicados na construção de unidades prisionais. A primeira dificuldade é imposta pelos municípios que não querem aceitar cadeias em seus territórios, por temerem aumento nos índices de violência. “É um inferno para você conseguir que algum município aceite, e eles têm autonomia”, conta Jungmann.

Superada a desconfiança dos municípios, o resultado das licitações nem sempre agrada aos concorrentes que apelam à Justiça, emperrando o processo. “Além disso, as regras emitidas pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária são muito rígidas, mas estamos mudando isso”, diz o ministro. “Tudo isso junto faz com que se leve de quatro a cinco anos para construir uma unidade prisional. Com esse crescimento explosivo que estamos tendo [da população carcerária], não é sustentável”, argumenta.

Além da parte física, a ressocialização é outro fator de preocupação. Segundo dados do Ministério da Segurança Pública, apenas 12% dos presos trabalham e 15% estudam. O ministério está negociando com o Banco Mundial o financiamento de projetos de ressocialização de apenados. A ideia é definir a estratégia, lançar uma chamada pública e escolher ações de ressocialização dos egressos do sistema penitenciário visando a redução da reincidência. “O que não dá é o preso sair sem apoio algum. Muitos deles saem ligados ao crime organizado, e a possibilidade de reincidência é muito alta. A gente tem que cuidar disso”, afirma o ministro.

Cultura de prisão
Logo após a criação do Ministério da Segurança Pública, Jungmann fez um convênio com os defensores públicos para a realização de mutirões de revisão da situação jurídica dos presos. O objetivo é identificar os que já cumpriram a pena e liberá-los.

Além disso, técnicos do ministério estudam propostas para separar os presos pelo grau de periculosidade e pelo tipo de crime que cometeram, ampliar as unidades do regime semiaberto, adotar medidas punitivas alternativas, como o uso de tornozeleiras e prestação de serviços à comunidade.

Segundo o Ministério da Segurança Pública, aproximadamente 74% dos presos brasileiros respondem por furto e por roubo ou são usuários de drogas e pequenos traficantes.

Para Jungmann, há na sociedade e na Justiça brasileira uma “cultura da prisão”. Pesquisa realizada pelo Ibope, em fevereiro deste ano, revela que 54% dos entrevistados concordam que “ir para a prisão é a melhor forma de se pagar por um crime, não importa a gravidade”.

Temos que rever a cultura que vige na sociedade de prender, prender, prender, sem entender que a prisão em larga escala ou em massa não é sustentável. Nós prendemos muito e prendemos mal. Boa parte desse pessoal faz um juramento para sobreviver e se incorpora às grandes gangues. Então o sistema penitenciário hoje é um sistema que recruta soldados para o crime organizado”, afirma.

Van capota na PE-120 e deixa 2 mortos e 9 feridos no Agreste

0

Um acidente com uma van que fazia transporte alternativo deixou um homem – que não teve a idade informada – e uma mulher de 51 mortos e outras nove pessoas feridas na tarde de ontem (23) na PE-120, no Trevo do Formigueiro, entre Agrestina e São Joaquim do Monte, no Agreste de Pernambuco.

As vítimas foram levadas para o Hospital Regional do Agreste (HRA) em Caruaru. De acordo com o hospital, a mulher chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de dar estrada na unidade. O homem morreu no local.

Dos nove feridos, oito adultos e uma criança. As vítimas feridas, incluindo a criança, passam por atendimento médico e não correm risco de vida, conforme informou o HRA.

Superintendente da Codevasf Aurivalter Cordeiro é atualmente um dos nomes mais respeitados em Pernambuco

1

O Engenheiro Civil Aurivalter Cordeiro, atualmente no cargo de Superintendente da 3ª SR/Codevasf, com sede na cidade de Petrolina, é visto pelas principais autoridades de Pernambuco como um dos mais respeitados gestores de órgãos públicos. O pernambucano Aurivalter Cordeiro, deixou sua marca, sempre pautando o compromisso com a ética e o zelo com a coisa pública, sobre tudo, respeitando seus colegas de trabalho. Por onde passou, seja em secretarias municipais, órgãos do governo do Estado ou da União, com habilidade e sobre tudo, respeito ao próximo, Aurivalter construiu bons relacionamentos de amizade.

Os pernambucanos em diferentes municípios e de todas as regiões do estado, vem prestando merecidos reconhecimentos a quem faz por meio da função pública que exerce relevantes serviços ao seu povo. O maior e mais importante reconhecimento de uma cidade para com alguém, é quando o parlamento do município que reflete a opinião de seu povo aprova a concessão do Titulo de Cidadão. Para demonstrar a importância que é o Cidadão Aurivalter Cordeiro para o estado de Pernambuco, a ele já foi conferido à honraria pelos municípios de Petrolina; Tabira e Salgueiro, ainda Missão Honrosa em Parnamirim e Títulos em tramitação nas câmaras de Orocó e de Cabrobó.

O pernambucano Aurivalter Cordeiro, faz questão de ressaltar que todas as honrarias a ele conferidas, são frutos do trabalho desenvolvido para atender em especial a quem mais precisa. Aurivalter lembra cada cargo ocupado, para ele todos com importância significativa em sua vida. O mesmo ressalta ainda que os reconhecimentos a sua pessoa tem acontecido devido as ações da Codevasf, por essa razão Aurivalter não poderia deixar de falar da confiança a ele deposita pelo senador Fernando Bezerra Coelho e pelo deputado federal, Fernando Filho.

Formação e Graduação pela UFPE, Pós-Graduação Engenheiro de Sistemas Urbanos/ENSUR-IBAM-RJ.

Engenheiro da ACQUA-PLAN Estudos Projetos e Consultoria –Recife-PE.

Assessor, Secretária de Obras, Planejamento e Finanças das Prefeituras de Cabrobó, Orocó, Santa Maria da Boa Vista, Lagoa Grande e Dormentes.

Coordenador das Obras de Vilas Rurais da COHAB-PE.

Coordenador de Projetos Especiais da FIAM/PE.

Diretor de Obras da Secretaria de Obras da Prefeitura Municipal de Petrolina.

Coordenador Geral de Obras de SUAPE-PE.

Diretor de Obras Hídricas – Seinfra – Ministério da Integração Nacional.

Desaprovação a Bolsonaro sobe a 64%, diz pesquisa

0

A aprovação caiu de 23% para 20%

Depois de três meses de estabilidade, a desaprovação ao pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) subiu de 60% para 64%, enquanto a aprovação caiu de 23% para 20%. Esta é a principal novidade da pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos, que todos os meses analisa a opinião dos brasileiros sobre personalidades do mundo político e jurídico. Praticamente não houve mudanças nas taxas dos demais possíveis concorrentes ao Planalto.

“Bolsonaro vem mantendo esse patamar de aprovação há um ano”, disse Danilo Cersosimo, diretor do Ipsos. “É possível que seja um dado que confirme seu teto. O início da campanha eleitoral, após a Copa, vai testar a solidez dessa aprovação.”

Todos os presidenciáveis seguem com taxas altas de reprovação. O que aparece em pior situação é Geraldo Alckmin, do PSDB: 70% desaprovam seu desempenho, contra 18% de aprovação.

Apesar de o Ipsos incluir o nome de possíveis concorrentes ao Planalto em sua pesquisa, o instituto não procura medir intenção de voto. O que os pesquisadores dizem aos entrevistados é o seguinte: “Agora vou ler o nome de alguns políticos e gostaria de saber se o (a) senhor (a) aprova ou desaprova a maneira como eles vêm atuando no País.”

Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) têm taxas de desaprovação de 65% e 63%, respectivamente, e estão empatados com Bolsonaro nesse quesito. Marina, porém, têm aprovação de 29%, cerca de dez pontos porcentuais acima desses dois adversários.

Citado como possível substituto do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva como candidato do PT, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad tem desaprovação de 57% e é aprovado por apenas 7%.

No caso de Lula, preso desde o dia 7 de abril, a desaprovação oscilou para cima (de 52% para 54%), após dois meses de tendência de queda. O ex-presidente é aprovado por 45% – a taxa mais alta entre todos os 19 nomes apresentados pelo Ipsos aos entrevistados.

O juiz Sérgio Moro, responsável pela condenação de Lula em primeira instância, enfrenta desgaste de imagem nos últimos meses. Desde março, sua taxa de desaprovação subiu oito pontos porcentuais, de 47% para 55%, enquanto a aprovação passou de 44% para 37%.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Alemanha consegue virada heroica aos 49, bate a Suécia e segue viva no grupo F

0

A Alemanha esteve eliminada da Copa do Mundo por 45 minutos. Depois de ir para o intervalo perdendo por 1 a 0, resultado que sepultava qualquer chance de classificação às oitavas de final, os alemães buscaram uma virada heroica no segundo tempo. Com gols de Marco Reus aos dois minutos e Toni Kross aos 49, os campeões mundiais triunfaram por 2 a 1, mudando completamente o panorama do grupo. Com os mesmos quatro pontos da Suécia, a Alemanha enfrenta a eliminada na Coreia do Sul na última rodada. Já os nórdicos terão como adversários o México, líder com seis pontos.

Guilherme Coelho acompanha Alckmin em visita ao São João de Caruaru

0

Em ritmo de pré-campanha à Presidência da República, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), esteve ontem (22) em Caruaru, Agreste pernambucano, a convite da prefeita Raquel Lyra. Guilherme Coelho, aliado do mesmo partido, viajou de Petrolina para acompanhar a comitiva, que integrou também o pré-candidato ao governo do Estado, Senador Armando Monteiro, bem como os deputados Mendonça Filho e Bruno Araújo, dentre outras autoridades.

O grupo foi recebido inicialmente com um belo jantar na tradicional Fazenda Macambira, do ex-governador de Pernambuco João Lyra, pai da prefeita. Em seguida a comitiva seguiu para o Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, para conhecer a famosa cidade cenográfica do São João de Caruaru e também toda a estrutura do palco principal do evento.

No trajeto, Alckmin tirou fotos com o público, ouviu poesias em formato de cordel e experimentou pratos típicos juninos. O governador afirmou que vai intensificar sua agenda no Estado nesta pré-campanha. “Pernambuco é um dos estados mais importantes do Brasil, com uma economia forte e diversificada. […] Pretendo voltar à capital, à região metropolitana, ao sertão, enfim. […] Ainda não [temos uma previsão de uma próxima agenda no estado], mas a gente avisa. Pode por o ‘café no bule’”, disse.

Alckmin e Guilherme Coelho conversaram bastante durante a visita. Quando perguntado ao governador qual sua avaliação quanto ao nome de Guilherme para compor como vice-governador na chapa encabeçada por Armando Monteiro, Alckmin foi positivo: “Sou suspeito porque tenho um grande carinho por Guilherme Coelho. Ele foi prefeito de Petrolina, um exemplo de sucesso na fruticultura, na agroindústria. […] É um grande líder de Pernambuco. Guilherme Coelho está preparado para grandes missões no Estado”, defendeu Alckmin.

Assessoria de Imprensa

Petrolina se consolida como polo junino e vira referência de São João para publicitários do Brasil

0

Conhecido nacionalmente como polo da fruticultura irrigada, o município de Petrolina já tem um novo título para chamar de seu: o de ‘Melhor e mais forte São João do Brasil’. O sucesso dos festejos é tanto que Petrolina se tornou referência de São João para outras cidades que decidiram adotar os mesmos padrões de publicidade utilizadas na capital do São Francisco.

As cores, geometria, letras e o formato dinâmico empregados pela Prefeitura de Petrolina para divulgar o São João local caíram no gosto das agências publicitárias que não perderam tempo e seguiram os padrões sertanejos.

E considerando que a pesquisa é o ponto de partida no processo criativo dos publicitários, percebe-se que Petrolina, de fato, tornou-se referência no mercado.  Essa procura tem o nome de Benchmarking, que traduzido do inglês para o português, tem como sentido literal, “marca de referência”.

Desta forma, fica claro que algumas agências publicitárias brasileiras já acharam a marca perfeita para se inspirar e criar a identidade visual da festa junina das suas respectivas cidades reafirmando o título petrolinense de Melhor e mais forte São João do Brasil.

Programação – O arraiá no Pátio Ana das Carrancas teve início no último dia 15 de junho e segue até este sábado (23). Já passaram pelo palco principal da capital do São Francisco, artistas como Gabriel Diniz, Targino Gondim, Márcia Fellipe, Gustavo Lima e os sertanejos Zezé Di Camargo e Luciano.

Assessoria de comunicação Prefeitura de Petrolina

México vence mais uma, encaminha classificação e deixa a Coreia praticamente eliminada

0

A boa impressão deixada pelo México com a surpreendente vitória sobre a Alemanha se estendeu para a segunda rodada da Copa do Mundo. Com mais uma boa atuação, a equipe comandada por Juan Carlos Osorio não teve dificuldade para vencer a Coreia do Sul por 2 a 1, neste sábado, em Rostov, com gols de Vela (de pênalti) e Chicharito – Son diminuiu no fim. Um triunfo que praticamente classifica os mexicanos para as oitavas de final e deixa a Coreia bem perto da eliminação.

Homem morre em acidente de trânsito na BR-316 em Araripina

0

Um homem morreu na madrugada deste sábado (23), em um acidente de trânsito no Distrito de Moraes, na BR-316, na Zona Rural de Araripina, no Sertão Pernambucano.

De acordo com o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar (PM), Luciano Bezerra da Silva pilotava uma moto, quando bateu em uma van. A suspeita é de que ele tenha dormido e esta tenha sido a causa do acidente. A vítima morreu no local. As outras pessoas envolvidas na colisão não ficaram feridas.

População carcerária quase dobrou em dez anos

0

“Sou condenado à morte por doenças crônicas, que são o vírus da aids e da hepatite C, que não têm cura. Estou preso há muitos anos e está muito difícil o dia a dia pois sei que vou morrer qualquer dia desses”, escreveu uma pessoa privada de liberdade, de Santa Catarina. “Hoje o sistema prisional não recupera ninguém”, avaliou outra, de São Paulo.

Os testemunhos foram tornados públicos pelo projeto Cartas do Cárcere, que analisou 8.820 cartas recebidas em 2016 pela Ouvidoria Nacional dos Serviços Penais, órgão ligado do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Segurança Pública. São pedidos de apoio, declarações de saudade, confissões de arrependimento, relatos de um dia a dia sofrido, permeado pelas mais distintas violações de direitos. Por meio das palavras das próprias pessoas privadas de liberdades, o caos do sistema penitenciário é revelado.

Um drama que se traduz também em números. A população carcerária brasileira quase dobrou em dez anos, passando de 401,2 mil para 726,7 mil, de 2006 a 2016. O número é do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) de junho de 2016, que apresenta os últimos dados oficiais divulgados. Tendo em vista o crescimento progressivo dos encarceramentos no Brasil de cerca de 4%, ano a ano, o número deve ser maior. Do total, 40% são presos provisórios, ou seja, ainda sem condenação judicial. Em todo o país, há 368 mil vagas, o que significa uma taxa de ocupação média de 197,4%.

Mais da metade dessa população são jovens de 18 a 29 anos e 64% das pessoas encarceradas são negras. O maior percentual de negros é verificado no Acre (95%), Amapá (91%) e Bahia (89%). Os dados mostram que 95% dos presos são homens. A participação das mulheres se destaca quando observados alguns tipos penais, como o de tráfico de drogas, crime cometido por 62% das mulheres que estão presas. Do total de mulheres presas, 80% são mães e principais responsáveis, ou mesmo únicas, pelos cuidados de filhos.

Quanto à escolaridade, menos de 1% dos presos tem graduação. “A gente está falando em 89% da população carcerária que não têm educação básica completa. É um grupo de pessoas que já ingressa no sistema prisional com alguma vulnerabilidade”, afirma a coordenadora-geral de Promoção da Cidadania do Depen, Mara Fregapani Barreto.

Pela Lei de Execução Penal, a assistência ao preso é dever do Estado, a fim de prevenir o crime e orientar o retorno à convivência em sociedade. Para tanto, deve envolver ações de assistência material, à saúde, jurídica, educacional, social e religiosa.

A realidade do cárcere contrasta com a previsão legal, mesmo para quem tenta reconstruir a vida, ainda que na prisão. O relato está em outra “carta do cárcere”, desta vez de um detento do Rio de Janeiro . “Estudando na unidade de ensino prisional, concluí o segundo grau, chegando a ser aprovado no vestibular da Uerj. Fui informado pelo serviço de inclusão social que mandariam uma equipe de funcionários fazer a inscrição na instituição. Contudo, não houve a presença de nenhum funcionário”, lamenta.

Segundo o Depen, apenas 15% da população prisional estavam envolvidos em atividades laborais, internas e externas aos estabelecimentos penais, o que representa um total de 95.919 pessoas. Entre os que trabalhavam, 87% estavam em atividades internas. “A Lei de Execução Penal jamais saiu do papel”, afirma a coordenadora do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania, Julita Lemgruber, primeira mulher a comandar o sistema prisional fluminense.

A situação poderia ser ainda pior, pois há um grande número de mandados de prisão pendentes de cumprimento. De acordo com o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) , o total chega a 143.967, sem considerar estados que ainda não inseriram no banco as informações completas sobre seus sistemas, como Minas Gerais, Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná.

O resultado desse cenário está inscrito em diversas denúncias contra o país apresentadas à Corte Interamericana de Direitos Humanos, que em maio do ano passado discutiu, em audiência, a situação de pessoas presas no Complexo Penitenciário de Curado, em Pernambuco; no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão; no Instituto Penal Plácido de Sá Carvalho, no Rio de Janeiro e na Unidade de Internação Socioeducativa (Unis), no Espírito Santo, que estão listadas em Medidas Provisionais da Corte, para cumprimento de melhorias no atendimento nestas unidades.

Diante do quadro, Mara Fregapani aponta como saída o reforço às alternativas penais, como penas restritivas de direitos, conciliação e mediação. “É preciso ofertar ações, serviços, assistência que possibilitem a essas pessoas reescrever a sua história”, destaca a coordenadora.

Após cair na estreia, Alemanha joga hoje pela sobrevivência na Copa diante da Súecia

0

A honra dos atuais campeões da Copa do Mundo estará em jogo a partir deste sábado, às 15 horas (de Brasília), em Sochi. A Alemanha, quatro vezes campeã do mundo e equipe com maior presença em semifinais, precisa ganhar em Sochi da Suécia para não acumular a segunda derrota seguida e correr o risco de dar adeus logo na primeira fase da competição, algo que o país não vivencia há 80 anos.

O elenco alemão considera a partida como um mata-mata antecipado por ter perdido na estreia. A derrota por 1 a 0 para o México, em Moscou, mexeu com o ambiente e a preparação. Os alemães decidiram antecipar a vinda para Sochi, onde passaram a semana perto da praia e com clima quente, bem diferente do frio da concentração anterior e das suspeitas de brigas internas entre os jogadores.

“Para nós a fase eliminatória da Copa já começou. Ainda somos um time tradicional e experiente, mas em uma Copa mesmo quem não é favorito pode complicar”, afirmou o atacante Mário Gomez, uma das possíveis novidades na Alemanha para a partida. A equipe perdeu de última hora o zagueiro Hummels, machucado, mas deve ter na lateral esquerda a volta do titular, Hector.

O técnico Joachim Löw admite viver um momento difícil e disse que trabalhou durante a semana para mexer com o moral da equipe. Na opinião dele, a falta de movimentação e os problemas de criação na estreia, contra o México, foram fruto de uma acomodação e da falta de vontade da equipe em buscar repetir um título conquistado recentemente.

“Estamos em uma posição em que todo mundo está motivado a ganhar de você. É difícil manter o apetite para ganhar. Não é fácil manter o sentimento. Vamos tentar reagir. Se ganharmos, estaremos de volta à corrida”, afirmou o treinador. A Alemanha tem como preocupação contra a Suécia o sistema defensivo adversário, considerado pela equipe o principal ponte forte.

A Suécia se mostrou especialista nos últimos anos em superar favoritos. Nas Eliminatórias, conseguiu vencer a França e deixou para trás Holanda e Itália para confirmar presença na Copa. “Eles são empenhados e organizados para se defender com excelência. A Suécia tem uma baixa média de gols sofridos. Vamos precisar trabalhar bastante”, afirmou Löw. A Suécia ganhou da Coreia do Sul por 1 a 0 na estreia.

A equipe escandinava tem três possíveis baixas para o jogo, todas de jogadores que sofreram problemas estomacais na concentração. O técnico Janne Andersson comentou nesta sexta-feira sobre a possibilidade de a equipe fazer história na Copa em caso de vitória. “Estamos acostumados a enfrentar grandes seleções. Tiramos a Itália da Copa. O futebol é baseado em experiência, então não podemos nos sentir em desvantagem”, afirmou.

O capitão da Suécia, o zagueiro Andreas Granqvist, alfinetou nesta sexta a pressão sobre os alemães usando um tom um pouco provocativo. “A Alemanha é uma grande favorita e pode não se classificar para as oitavas de final. Algo que poucos poderiam acreditar. Quem diria que eles podem ser eliminados”, disse.